AgroGazeta

Milho: mercado travado, atenção ao Dólar

| 17/05/2018 - 15:26

Foto: Reprodução

Informe do setor de análise da XP Investimentos reporta que, em Campinas (SP), o mercado do milho está vazio e os agentes seguem atentos às movimentações do Dólar e das chuvas. Na última terça-feira (15.05), compradores realizam consultas para novas cargas, mas sem apontar referências, informa a T&F Consultoria Agroeconômica.
De acordo com informantes, os lotes adquiridos na última semana não são suficientes para que os compradores tomem fôlego e saiam do mercado. “Grande parte dos produtores está capitalizada e, assim, pouco vendem ou fixam cargas. A aposta de que a safrinha apresente uma nova quebra garante certa tranquilidade para que estes negociem os estoques e o foco acaba sendo a soja. O dólar, inclusive, segue um dia de valorizações, próximo dos R$ 3,65/US$, favorecendo a alta da oleaginosa”, comenta o analista Luiz Fernando Pacheco.
Segundo ele, boa parte dos intermediários e silos estão descasados: “Estes estão escutando pedidas de compra, mas dificilmente possuem produto para negociar e acabam garantindo liquidez apenas para clientes fixos. Quando estes possuem algum volume de diferido, as pedidas para entrega miram a casa dos R$ 43,00/sc. O cenário ilíquido no diferido intensificou a busca pelo milho tributado”.
As ofertas de milho de fora ainda são tímidas e as indicações de cargas com origem em MS e MG posto em Campinas (SP), CIF e ICMS incluso, estão entre R$ 42,00/sc e R$ 43,00/sc. A XP Investimentos aponta média de negócios a $ 42,69/sc, praticamente estável no dia.
Os modelos climáticos observados pela XP Investimentos apontam uma nova estiagem ao longo desta semana. Todavia, as precipitações devem aparecer novamente no Sudeste e Centro-Oeste a partir de sexta (18), com mais volume, próximo de 15-24mm/dia, e intensidade. As precipitações e o clima mais ameno contribuem para amenizar o stress “climático” atual, embora algumas lavouras já contabilizam perdas. As indicações de Santos e Paranaguá para agosto foram reajustadas para R$ 40,00 - 40,50/sc, estáveis.
Fonte: Leonardo Gottems/Agrolink
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'AgroGazeta'

Custo de produção de suínos e frangos de corte sobe em 2018

Setor comemora abertura da Coreia do Sul à carne suína

Anunciada abertura da Coreia do Sul para carne suína brasileira

Câmara debate projeto de lei que moderniza uso de defensivos fitossanitários

Governo avaliza financiamento para dívidas agropecuárias

Milho: mercado travado, atenção ao Dólar

UE publica embargo definitivo a 20 frigoríficos brasileiros

Exportação de soja do Brasil tem queda semanal de 16%, após pico do escoamento

Cotações do milho acabaram recuando nesta semana

Processamento de carnes é tema pouco discutido no Brasil

Mais Destaques
Expression #1 of SELECT list is not in GROUP BY clause and contains nonaggregated column 'gazetato_site.b.id' which is not functionally dependent on columns in GROUP BY clause; this is incompatible with sql_mode=only_full_group_by