Estado

Milhares de curitibanos são bloqueados por fraude em transporte

| 12/04/2018 - 21:00

Mais de 2,3 mil usuários da Rede Integrada de Transporte (RIT), que liga Curitiba a cidades da Região Metropolitana, tiveram o cartão de isento bloqueado por fraudes registradas de novembro de 2015 a abril de 2018.
Além da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), que administra o sistema da RIT, as prefeituras de São José dos Pinhais e Araucária também mantém sistemas de câmeras que permitem verificar quando o passageiro que utiliza o cartão não é a pessoa que tem direito ao benefício.
Prejuízo
Segundo a Comec, caso os 2,3 mil cartões bloqueados na Rede Integrada de Transporte ainda estivessem em funcionamento e fossem utilizados por pessoas que não têm direito a isenção, o prejuízo com as fraudes poderia chegar a R$ 620 mil por mês.
São José dos Pinhais
Em São José dos Pinhais, segundo a prefeitura, foram registradas 80 mil fraudes com cartões de isento, de dezembro de 2017 a março de 2018.
O município começou a fazer o bloqueio dos cartões usados para as irregularidades nesta quinta-feira (12). No primeiro dia, 70 usuários tiveram o cartão bloqueado.
O gerente do sistema Dante Franceschi Filho afirma que o dono do cartão, que cometeu a irregularidade e teve o benefício bloqueado precisa comparecer à central do sistema, no terminal central e pagar a segunda via do cartão. Caso haja reincidência, o beneficio será cancelado por um ano.
“O prejuízo acumulado mensal, com as fraudes, é em torno de R$ 100 mil. Nós temos que entender que esse prejuízo não é do consórcio e nem das empresas operadoras. Isso é repassado para os demais usuários, no aumento de tarifa expressivo”, afirmou.
Araucária
O sistema de biometria facial no transporte coletivo é usado em Araucária desde 2014 e, segundo a prefeitura, ajudou a diminuir os casos de fraude.
“As pessoas ficam mais preocupadas porque, na hora em que nós fazemos o cartão do isento a gente diz para eles que é feita a biometria facial”, comenta a superintendente de Serviços Públicos Marinalva Melo.
Na cidade, quando há o bloqueio, o cartão é retido por 30 dias e, se há reincidência, por mais 60 dias.
Fonte: G1
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Estado'

Serviços contrariam tendência nacional e crescem no Paraná

50 carros foram multados em uma semana de acampamento na PF

Com reajustes, Paraná já estaria acima do limite de gastos com pessoal

Temer nomeia novo diretor-geral da Usina de Itaipu

Creche de Cianorte isola salas de aula após alunos contraírem meningite

Milhares de curitibanos são bloqueados por fraude em transporte

Reconhecimento: pela primeira vez a PM está sob o comando de uma mulher

Ivonei Sfoggia é empossado para nova gestão como procurador-geral

Sai a primeira pesquisa IBOPE no Paraná

Paraná terá nova Identidade

Mais Destaques
"ultrapassamos os 13 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo em 3 anos. Aqui sua propaganda, propaga - 45 9.91339499"
(Leitores)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)