Cultura

Assim caminha a comunicação

Fernando Baldi Braga | 22/03/2018 - 20:15

Assim caminha a comunicação

Sabemos que nos primórdios da humanidade, a necessidade de estabelecer uma comunicação entre os homens foi determinante não só para a sobrevivência, como também para a evolução da espécie. Muito provavelmente nos comunicávamos inicialmente como os demais animais, através de reações comportamentais que podiam traduzir o medo, a raiva, a euforia, a calma, a dor, a agressividade e todos os outros sentimentos.
Nessa época, grosso modo, emitíamos mensagens por grunhidos e gesticulação. Mas a capacidade de adaptação e de aprendizagem certamente propiciou o grande salto que demos no exercício da comunicação. Ainda na pré-história aprendemos a imitar sons e a extraí-los da natureza. Aprendemos também a composição das cores, derivadas de elementos como sangue, clorofila e terra. Logo adotamos a sonoridade e as pinturas rupestres para interagirmos e nos expressar.
Com o tempo demos o maior passo de todos e alcançamos uma linguagem articulada que substituiu os grunhidos pela fala. O advento da fala, por sua vez, associado a outras faculdades, como o raciocínio, nos permitiu expandir a comunicação, trazendo em seu lastro o desenvolvimento humano e tecnológico. Se por um lado a humanidade travou guerras e empurrou parte da população para mazelas sociais, disseminou a fome e criou os miseráveis, por outro, ergueu barreiras para se defender de epidemias e de catástrofes naturais. Adquiriu saberes, criou a ciência e salvou vidas. A escrita, a mecânica, os meios de transportes, as escolas, as vacinas, o telefone e a eletricidade, por exemplo, só puderam existir porque o homem se comunica. A comunicação foi uma “invenção” imprescindível para a humanidade, tanto quanto a prensa de Gutenberg, a internet que, saiu do círculo militar dos EUA para ganhar o mundo, ou as redes sociais, que nos permitem conexão instantânea com milhares de pessoas ao redor do planeta.
Parece clichê dizer que a comunicação evolui com a humanidade enquanto a humanidade evolui com a comunicação. Contudo, podemos ilustrar como estão intrínsecas, remontemos às aspirações de Santos Dumont. Conta-se que o inventor brasileiro tirou sua própria vida após não suportar o peso da culpa que sentia ao ver sua criação ser utilizada para matar pessoas. Santos Dumont estava na cidade de Guarujá, no litoral paulista, quando assistiu as tropas federalistas de Getúlio Vargas bombardear a insurgente São Paulo no episódio denominado Revolução Constitucionalista de 1932. Ele já vivia deprimido desde a utilização dos aviões na Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Esse desgosto e frustração o abalaram profundamente a ponto de cometer suicídio, porque ele idealizou uma máquina com autonomia de vôo com o desejo de promover a paz. Sua ideia, desde a concepção dos primeiros protótipos, era criar o avião para unir a humanidade e fazer com que os povos tivessem contatos uns com os outros. Dessa forma, poderíamos viajar pelos continentes, conhecendo e convivendo com culturas distintas. Poderíamos respeitar as diferenças entre os povos e quebrar os preconceitos, unir laços e estabelecer contatos respeitosos e amigáveis. Dumont acreditava que através da aviação o mundo se comunicaria e assim a humanidade estaria unida, conectada.
O pai da aviação não estava enganado por completo. O avião ainda é utilizado para fins bélicos, mas também transporta alimentos e medicamentos em missões humanitárias. A máquina voadora consegue conectar as pessoas em cidades e países longínquos. Entretanto a comunicação continua evoluindo e o avanço tecnológico trouxe outra novidade que nos conecta nos dias atuais: as plataformas e mídias digitais. Conseguimos em instantes enviar mensagens para o outro lado do globo. Escrevemos, falamos e registramos o que quisermos em fotos ou vídeos. Nos conectamos a milhares de pessoas ao mesmo tempo através da internet e das redes sociais. Aprendemos, difundimos, assimilamos, reproduzimos, ensinamos e compartilhamos qualquer conteúdo. Hoje os meios de comunicação são mais acessíveis e estão ao alcance da maioria das pessoas. Não sabemos qual será o próximo passo da humanidade, mas inevitavelmente, seja para o bem ou para o mal, estará alinhado com a comunicação.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cultura'

Toledo receberá Projeto Integrado de Música e Dança

Árvorere, o manifesto cênico do TUCCA será apresentado em Toledo

CEU das Artes promove Slam Poesia

Balaio de histórias promove oficina nesse sábado no Sesc

“Balaio de histórias” começa hoje no Sesc Toledo

“Um tom para Jobim” neste sábado no Centro Cultural Gilberto Mayer

Em defesa da profissão de artista, ministro vai ao STF

Acit entrega doações à Secretaria Municipal de Cultura

‘‘Hoje é Dia de Rock’’ será apresentado em Toledo

Feira do Artesanato de Toledo será neste sábado

Mais Destaques

Economia

Como declarar conta do banco no Imposto de Renda 2018

Opinião

Mensagem: Ciscopar x Gestão

Regional

São José das Palmeiras comemora 33 anos com festa

Estado

Mesmo vaga, vice-governadoria consumirá R$ 50 mil por mês em comissionados

Geral

Conta de luz aumentará com venda da Eletrobrás, dizem especialistas

Cidade

Marina Elali apresenta-se no Teatro nesta sexta e anuncia desejo de ser mãe

Gente X Poder

Apenas 60% das empresas da feira shopping são de Toledo.

"ultrapassamos os 13 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo em 3 anos. Aqui sua propaganda, propaga - 45 9.91339499"
(Leitores)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)