Cidade

Show Rural: Sicredi debate linhas de crédito, modernidade e inovação

| 09/02/2018 - 20:10

Gerente de Crédito Rural da Instituição Financeira Cooperativa proferiu palestra no evento nesta quinta-feira (8).
Aliar tecnologia, inovação e conhecimento é um dos objetivos que o Show Rural Coopavel procura cumprir a cada ano. Em 2018 não é diferente. Aliando informação com o que há de mais moderno em termos de maquinário e insumos para o produtor rural, o evento oferece dezenas de palestras ao longo da semana.
A especialista em Crédito Rural do Banco Cooperativo Sicredi, Marilucia Dalfert, esteve em Cascavel para falar sobre as linhas de crédito disponíveis para o produtor rural, números da instituição financeira cooperativa, que é uma das maiores apoiadoras do agronegócio no Brasil, e também sobre modernidade e inovação.
O Sicredi foi reconhecido pelo BNDES por três anos seguidos como o agente financeiro com o maior volume de operações de investimento contratadas no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e um dos agentes financeiros que mais liberou volume de crédito no Plano Safra.
A palestra aconteceu nesta quinta-feira (8/2) no estande da Associação Regional dos Engenheiros Agrônomos de Cascavel (AREAC) no Show Rural Coopavel e reuniu dezenas de pessoas.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cidade'

Acit recebe visita de comitiva da Unioeste

Cota única da parcela do IPTU deve ser paga até dia 12 de março

Nova coordenadora assume Núcleo Multissetorial da Mulher Empresária

Certi Pioneiro retorna com atividades nesta sexta-feira

CNMP apresenta proposta para ocupantes de cargo em comissão no MP

Núcleo de Gastronomia se prepara para renovar selo de qualidade

Paraná altera base de cálculo do ICMS de medicamentos

Saúde realiza audiência pública quadrimestral para prestação de contas

Convênio oferta atividades em contraturno escolar na rede municipal

Inscrições para vagas de curso sobre Inovação encerram dia 11/03/18

Mais Destaques

Política

PF cumpre sete mandados de prisão na 48ª fase Lava Jato; sede do governo do Paraná é alvo de busca

"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)