Cidade

Defensoria realizou mais de 358 mil procedimentos em 2017

| 08/02/2018 - 20:30

Defensoria realizou mais de 358 mil procedimentos em 2017

A Defensoria Pública do Estado do Paraná realizou 358.333 procedimentos em 2017. Foram 53 cidades atendidas em 18 áreas. Dentro dos procedimentos, que incluem novas ações e acompanhamento de
audiências e processos, também estão os atendimentos iniciais, que em 2017 foram 65.126. Em 2016, a Defensoria havia recebido 54.917 novas demandas, o que representa um aumento de 18% nos atendimentos iniciais.
A área de Família foi a campeã de procedimentos, com 108 mil em todo o Estado, seguida pela Execução Penal, com 80 mil, e pela área Criminal, que registrou mais de 57 mil procedimentos no último ano. A Defensoria terminou o ano de 2017 com 96 defensores em atividade, o que representa mais de 3.700 procedimentos por defensor.
Em 2016 os procedimentos totais somaram 259.456, o que representou um aumento de 38% de um ano para o outro. O trabalho nas áreas mais atendidas também cresceu. Em 2016 foram 67 mil procedimentos em Família (61%) e 54.600 na Execução Penal, o que representou um aumento de 47%. A área Criminal em 2016 somou pouco mais de 56 mil procedimentos.
A região metropolitana de Curitiba, que engloba as comarcas do litoral, registrou mais de 203 mil procedimentos; o norte central registrou mais de 57 mil, enquanto o centro oriental registrou 24 mil, seguido pela região oeste (quase 22 mil) e noroeste (cerca de 19 mil procedimentos).
Os números das regiões atendidas são reflexos das comarcas com maior atividade. A comarca de Curitiba, que atende somente a capital do estado, somou mais de 166 mil procedimentos no último ano. Invertendo a ordem das segunda e terceira cidades mais populosas do Estado, a comarca de Maringá, que engloba os municípios de Doutor Camargo, Floresta, Ivatuba e Paiçandu, registrou mais de 23 mil procedimentos, seguida pela Comarca de Londrina, que atende também a cidade de Tamarana, com quase 21 mil. Em quarto lugar, a comarca de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba que também atende Tijucas do Sul, registrou 19 mil procedimentos, enquanto Ponta Grossa, em quinto, sozinha, registrou 16 mil procedimentos.
Para o defensor público-geral Eduardo Abraão, os números mostram o empenho da Defensoria em ampliar cada vez mais a qualidade e a quantidade de serviços prestados à comunidade. “Temos que constantemente buscar o aprimoramento dos serviços da Defensoria. O nosso foco é a população assistida e, portanto, perseguiremos sempre as melhores soluções para melhor atendê-la”, afirmou. Assessoria de Comunicação
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cidade'

Acit recebe visita de comitiva da Unioeste

Cota única da parcela do IPTU deve ser paga até dia 12 de março

Nova coordenadora assume Núcleo Multissetorial da Mulher Empresária

Certi Pioneiro retorna com atividades nesta sexta-feira

CNMP apresenta proposta para ocupantes de cargo em comissão no MP

Núcleo de Gastronomia se prepara para renovar selo de qualidade

Paraná altera base de cálculo do ICMS de medicamentos

Radar portátil passa por aferição do Inmetro

Saúde realiza audiência pública quadrimestral para prestação de contas

Convênio oferta atividades em contraturno escolar na rede municipal

Mais Destaques

Política

PF cumpre sete mandados de prisão na 48ª fase Lava Jato; sede do governo do Paraná é alvo de busca

"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)