Política

Após reunião, Temer acerta mais um recurso ao TRF-2

| 11/01/2018 - 20:20

O presidente Michel Temer acertou nesta quinta-feira em encontro com o presidente do PTB, Roberto Jefferson, e a filha dele, a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), que a defesa da parlamentar e a Advocacia-Geral da União (AGU) devem apresentar um novo recurso a um colegiado de desembargadores do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) contra a liminar que impede a posse dela no cargo de ministra do Trabalho.
Na véspera, o juiz Vladimir Vitovsky, do TRF-2, rejeitou recursos dos advogados de Cristiane Brasil e da AGU e manteve a liminar que havia sido concedida na segunda-feira que impedia a posse da deputada devido ao fato de ela ter sido condenada em uma ação trabalhista por não ter assinado a carteira de trabalho de um motorista particular. Segundo Jefferson ficou acertado no encontro que novos recursos deverão ser apresentados para que uma turma do TRF-2, composta por desembargadores, julgue o mérito do pedido para garantir posse a Cristiane Brasil no Trabalho. A intenção é que o colegiado julgue o pedido já na próxima semana.
Segundo o presidente do PTB, eventuais recursos ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao Supremo Tribunal Federal (STF) só deverão ser apresentados após o julgamento pelo colegiado do TRF-2 desse novo recurso.
Jefferson disse que essa estratégia foi combinada também com a advogada-geral da União, Grace Mendonça, com quem Temer reuniu-se no Palácio do Planalto pela manhã, antes de se encontrar, na Base Aérea de Brasília, com ele e Cristiane.
Jefferson disse que Temer está “muito firme” e “solidário” na indicação de Cristiane Brasil ao Ministério do Trabalho. “O presidente está chateado pelo que está acontecendo com ela”, destacou.
Para Jefferson, não há como discutir o mérito da questão --o direito discricionário de o Executivo indicar ministros.
“Há um processo de moagem da Cristiane”, reclamou o presidente do PTB.
Fonte: Reuters
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Política'

Caixa aprova novo estatuto que limita indicações políticas para cargos de direção

Ato em Defesa da Justiça já está confirmado em 42 cidades brasileiras

Defesa de Temer entrega ao STF respostas a questionamentos da PF

Procurador não vê motivos para pedir prisão de Lula, diz MPF

Provas claras ou ilação? Assim será a batalha judicial sobre Lula

MPF pede 386 anos de prisão para Cunha e 78 para Henrique Eduardo Alves

A semana em que as primeiras pedras atingiram a vidraça de Jair Bolsonaro

Presidente do TRF e do STF tratam da segurança do julgamento de Lula

Janot presta depoimento à PF em investigação sobre delação da J&F

Pobres contra o aborto, ricos a favor das armas

Mais Destaques
"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)