Artigos

Respeitável público, o espetáculo continua

| 04/01/2018 - 20:15

Da trincheira dos atingidos pelas flechadas de bambu do Ministério Público e da Polícia Federal, surgiram expressões como espetaculização, punitivismo e outras palavras há muito escondidas nos dicionários. A sequência de novas terminologias de impacto tinha como estratégia passar a ideia de que as investigações, as conduções coercitivas, os depoimentos, as audiências, condenações e outros procedimentos inerentes aos processos judiciais visavam, unicamente, atingir e expor aos holofotes da mídia dirigentes e outras importantes lideranças políticas.
Para incendiar ainda mais uma República, que já começava a arder em chamas, as mídias sociais, uma inovação ainda incipiente entre nós, começaram a trocar tiros dos lados desse front, criando e alimentando, a cada dia, um ambiente de cisão e antagonismos jamais visto.
A situação peculiar da política nacional, imposta pelo instável presidencialismo de coalizão, ao unir a esquerda mais radical com a direita mais retrógrada, tanto para administração desastrada do país quanto para o cometimento de um rol de crimes comuns, erigiu uma nova espécie de batalha na qual aos dois lados podiam ser imputados graves crimes de guerra.
Desse amálgama bizarro, o que resultou foi a maior crise política e econômica de toda a história brasileira, elevada a níveis absurdos, que fez tudo parecer um espetáculo midiático tamanha a ousadia e performance dos atores. Para incrementar ainda mais esse enredo de realismo fantástico, entraram em cena personagens jamais vistos e imaginados pelo grande público. Grandes e caros escritórios de advocacia, sessões, ao vivo, do STF e todo um aparato que passou a se constituir no grande circo Brasil. Diante de tão inusitados e estrepitosos acontecimentos, querer falar em espetaculização dos fatos é redundância.
com Circe Cunha e Mamfil
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Artigos'

Brasil rejeita os extremismos: nem Bolsonaro nem Boulos

A paz esteja convosco. Sou Eu mesmo!

Coerência na política econômica

Depois de três anos de austeridade fiscal, nenhum motivo para comemoração

Cúpula das Américas: uma oportunidade perdida

Felizes os que creem sem ter visto!

Com prisão de Lula e restrição do foro, políticos correm para reforçar blindagem

E depois de Lula? Depois dele, que venham também os outros

O Brasil está à beira de um ataque de loucura?

Ou renasce das cinzas ou volta do coma

Mais Destaques

Geral

Conta de luz aumentará com venda da Eletrobrás, dizem especialistas

Estado

Mesmo vaga, vice-governadoria consumirá R$ 50 mil por mês em comissionados

Economia

Como declarar conta do banco no Imposto de Renda 2018

Opinião

Mensagem: Ciscopar x Gestão

Regional

São José das Palmeiras comemora 33 anos com festa

Gente X Poder

Apenas 60% das empresas da feira shopping são de Toledo.

Cidade

Marina Elali apresenta-se no Teatro nesta sexta e anuncia desejo de ser mãe

"ultrapassamos os 13 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo em 3 anos. Aqui sua propaganda, propaga - 45 9.91339499"
(Leitores)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)