Cidade

Merenda escolar fecha o último pregão do ano

| 31/12/2017 - 21:35

Merenda escolar fecha o último pregão do ano

A Sala de Licitações da Prefeitura de Toledo esteve lotada nessa quarta-feira (27) durante todo o dia. O Pregão presencial Nº 241/2017 tinha como objeto a aquisição de gêneros alimentícios para compor a merenda escolar que será servida aos alunos da Rede Municipal de Ensino durante o ano letivo de 2018. O processo atraiu diversas empresas interessadas em fornecer seus produtos para a Secretaria Municipal de Educação.
Esse pregão também marca o término das sessões do ano na Sala de Licitações da Prefeitura. Os trabalhos seguem normalmente no Setor de Compras. Segundo o Departamento de Licitações e Contratos, foram realizadas mais de 360 sessões na Sala de Licitações entre os mais de 500 processos elaborados pelo Departamento este ano.
Isso inclui processos do fundo licitatório do município, do Fundo Municipal de Trânsito e do Funrebom. Foram licitações nas mais diversas modalidades, como pregões presenciais, tomadas de preço e concorrências públicas. Esses processos originaram mais de 1100 contratos e mais de 800 aditivos de licitações e contratos.
“O departamento se dedicou 100% para que os processos fossem elaborados da melhor maneira possível para atender as diversas secretarias. Não existe nenhum processo parado. É uma responsabilidade muito grande e mesmo com equipe reduzida tudo precisa ser feito dentro dos prazos estabelecidos”, evidenciou o diretor do Departamento de Licitações, Valter Donasolo.
Merenda Escolar melhora para 2018
A Secretária de Educação, Janice Salvador, anunciou que a qualidade da merenda escolar para 2018 estará melhor ainda. “Uma das grandes mudanças é buscar alimentos com o menor teor possível de açúcar. Alguns achocolatados, por exemplo, serão substituídos. Tudo isso buscando desenvolver atitudes mais saudáveis em relação a alimentação das crianças”, explicou.
A pasta recebe do Governo Federal cerca de R$1,4 milhão por ano e gasta entre R$ 4,5 e R$ 5 milhões por ano com a alimentação escolar. São atendidas crianças de toda a educação infantil (creche e pré-escola), ensino fundamental até o 5º ano, educação de jovens e adultos e a educação em tempo integral. As crianças do tempo integral recebem cinco refeições ao dia. Nos centros municipais de educação infantil (CMEIs) são cinco refeições ao dia. “Nas creches temos um tipo de alimentação diferenciada das crianças que estão na escola. Já no tempo integral elas recebem mais frutas”, acrescentou Janice.
Ela explica que existe todo um trabalho de pesquisa e análise que antecede a licitação. O Programa de Alimentação Escolar é cuidadosamente pensado por profissionais nutricionistas e analistas de planejamento para que se garanta qualidade da alimentação fornecida às crianças. “Não podemos ter atrasos e nenhuma dificuldade na entrega dos produtos, pois isso compromete toda a logística”, alertou Janice.
Pequeno produtor
Outro aspecto destacado por ela é sobre a agricultura familiar. O programa busca consumir produtos dos pequenos agricultores da nossa cidade. “Em 2017 gastamos R$866 mil com produtores de Toledo. A Cofatol foi contratada por meio de um chamamento público. Ela trabalha em cadeia. Os produtores organizados em cooperativas fornecem alimentos para a merenda escolar”, destacou.
Todas as ações são acompanhadas pelo Conselho de Alimentação Escolar, que realiza o trabalho de fiscalização e supervisão desse processo.
Fonte: Sec. de com. Prefeitura municipal de Toledo
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cidade'

Municípios receberão R$ 6,6 bi da participação no ICMS em 2018

Veja como reagir em caso de picada de escorpião

Fórum Mundial da Água tem evento preparatório em Foz

Caciopar estimula adesão a ações da Lava-Jato

Jardim Coopagro: Audiência Pública propõe novamente alterações no sentido das vias

Toledo recebe Oficina Técnica Regional do Plano Estadual de Resíduos Sólidos

A oficialização do sim perante o poder judiciário

Ligue 153: Espaços públicos sofrem vandalismo

Too de Férias: Museu é ponto turístico indispensável para quem quer conhecer a história do município

Representantes do CTG Chama Crioula se reúnem com o prefeito

Mais Destaques
"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)