Variedades e Gente

Grupo RIC recebe homenagem da Assembleia Legislativa do Paraná

| 05/12/2017 - 21:20

Grupo RIC recebe homenagem da Assembleia Legislativa do Paraná

Na noite desta segunda-feira (4), o Plenário da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) homenageou os 30 anos do Grupo RIC – maior grupo de comunicação regional do Sul do país. A solenidade foi proposta em conjunto pelos deputados Ademar Traiano (PSDB), presidente do Poder Legislativo estadual, e Plauto Miró Guimarães (DEM), 1º secretário da Casa.
Traiano ressaltou também o trabalho exemplar desenvolvido pela RIC, enaltecendo a figura de seu fundador Mário Petrelli, em especial quando ela valoriza o Brasil e suas instituições, fazendo um trabalho sério, ético e digno. O presidente da Alep disse que a RIC não investe na desconstrução da imagem das pessoas, generalizando juízos de valor que criminalizam a política ou as ações institucionais, muito pelo contrário.
O presidente executivo da RIC, Leonardo Petrelli Neto, falou dos 30 anos de trajeto do grupo em serviço da comunicação paranaense, com afiliadas também em Santa Catarina. “É uma honra o reconhecimento desta Casa de Leis, uma indicação de que estamos em uma direção certa, cumprindo nosso papel, a interação e integração dos diversos segmentos de nossa sociedade”, afirmou. “Fazemos um trabalho junto aos políticos do Paraná, deputados e deputadas, e a nossa população,
levando o que acontece no Poder Legislativo, assim como no Executivo e no Judiciário, estreitando os laços da população com estes setores tão importantes”, destacou.
Leonardo lembrou ainda que, o crescimento da empresa que surgiu a partir de emissoras de rádio pequenas na capital e interior do Paraná, se deu pelo entusiasmo da família e dos colaboradores. “Meu pai, fundador, meu irmão que dirige o grupo em Santa Catarina, conseguimos fortalecer nossas onze emissoras de televisão, seis rádios, jornais e revistas, gerando desenvolvimento econômico nos vários Paranás que temos”, explicou. “Honramos nossas concessões públicas e temos o dever cívico de fazer com que elas estejam a serviço do desenvolvimento do nosso estado”, afirmou.
O fundador do Grupo RIC, Mário Petrelli, exaltou importantes figuras da política e do setor produtivo paranaense, traçando um histórico do desenvolvimento do estado. “Lembro-me desta Casa de Leis, da honraria que recebi com o título de Cidadão Honorário paranaense, portanto me é grato falar sobre o Poder Legislativo do Paraná. Cabe a mim dizer que, se a RIC passou a existir, foi pelo entusiasmo dos meus filhos, desafio aceito e encaminhado ao que hoje é nosso grupo. Este é o dever da comunicação séria e temos a graça de ser esta grande rede de comunicação, regionalista e de formação de nossa cultura. Isto não seria possível se não tivéssemos o grupo de colaboradores que temos”, afirmou.
Galeria de fotos
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Variedades e Gente'

Empresária de Toledo participa da segunda edição da ABCasa

Como eliminar as sobrancelhas cansadas?

Alimentos com um formato parecido com os órgãos que beneficiam

Studio de Beleza Rosa Bella inaugura em Toledo

Toda mulher é uma Dama buscando sucesso

Conheça Ouarzazate, a Hollywood do Marrocos

Por que as mulheres sentem mais frio que os homens

Quer saber mais sobre COACH e COACHING? E entender qual é a polêmica da novela das nove?

Para quem gosta de natureza: 5 chapadas para conhecer no Brasil

5 dicas para afastar pensamentos negativos

Mais Destaques

AgroGazeta

Frota dos Alimentos Coamo com nova plotagem é apresentado

Economia

Mais de mil contribuintes que aderiram ao Novo Refis estão irregulares

Cultura

AMOP lança projeto cultural para 54 cidades da região

Esporte

ABATOL recebeu cartão Passe Atleta

Geral

Cresce abertura de novas empresas no Brasil

Cidade

Núcleo de Gastronomia se prepara para renovar selo de qualidade

Política

Brasil cai 17 posições em ranking global de corrupção

Regional

Projeto-piloto da Caciopar dá novo impulso a SPCs de cidades do Oeste

"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)