Economia

Projetos inovadores correspondem a 50% dos ativos registrados no PTV

| 14/11/2017 - 21:30

Projetos inovadores correspondem a 50% dos ativos registrados no PTV

Metade dos mais de 13 mil ativos tecnológicos registrados na plataforma do Parque Tecnológico Virtual do Paraná (PTV Paraná) são projetos e iniciativas inovadoras, com ações em universidades e institutos de ciência e tecnologia que fomentam a inovação no Estado. A plataforma busca atrair e fixar empresas de base tecnológica em todo território paranaense.
Hoje, a plataforma reúne mais de 13 mil ativos, distribuídos em 62 cidades de todas as regiões do Paraná. Do total, 6,6 mil projetos e iniciativas, dentre os quais, projetos, propostas, realizações, empreendimentos e ações de inovação.
O PTV Paraná centraliza os ativos tecnológicos e processos de negócios em uma plataforma única, reunindo institutos de ciência e tecnologia (ICTs), núcleos de inovação tecnológica (NITs), empresas de base tecnológica, incubadoras e parques tecnológicos, centros de promoção de empreendedorismo, entidades prestadoras de serviços tecnológicos e instituições de ensino e pesquisa.
De acordo com o Júlio C. Felix, diretor-presidente do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), a plataforma do PTV Paraná aproxima o empreendedor tecnológico aos ativos científicos e tecnológicos e de inovação do estado. “Ao chegar a municípios de todos os portes, pesquisadores e empresários de todas as regiões se encontram para gerar inovação. Além de cumprir esse papel, a plataforma tem se mostrado uma grande ferramenta de informação de Ciência, Tecnologia e Inovação no Paraná”, pontua.
Catálogo de inovação
Com a ferramenta, a sociedade paranaense pode conhecer os ativos tecnológicos do Estado, catalogados em sete categorias: Pessoas, Organizações, Programas e Incentivos, Projetos e Iniciativas, Produtos, Propriedade Intelectual e Serviços.
Os empresários paranaenses podem, com a nova plataforma, informar suas demandas por soluções tecnológicas e conhecer as instituições mais adequadas para provê-las.
Mais que um catálogo de organizações e de iniciativas inovadoras, porém, a plataforma do PTV Paraná é uma ferramenta de gestão, reunindo uma lista de cadastro e um mapa de calor, que apresenta a distribuição dos ativos no Estado, orientando o acesso pelas empresas aos produtos e serviços tecnológicos e na tomada de decisão.
Plataforma
Cada instituição pode se cadastrar e catalogar seus programas de financiamento à inovação e seus projetos de pesquisa, por exemplo. A plataforma será a ferramenta de gestão dos ativos tecnológicos paranaenses da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), que é a instituição responsável pelo projeto.
A plataforma ainda funciona como uma rede social, na qual os seus integrantes podem criar fóruns e troca de informações sobre projetos inovadores no estado.
Para catalogar sua organização ou iniciativa, é preciso acessar o site ptvparana.com e fazer o cadastro.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Economia'

Febraban estuda ações para reduzir juros do cheque especial

Petrobras aprova revisão de política de preços do GLP residencial

Inflação do aluguel acumula queda de 0,34% em 12 meses

Cai percepção de piora da economia entre comerciantes

Aumenta a oferta de emprego na indústria brasileira, diz CNI

Ibovespa rompe 80 mil pontos pela 1ª vez na história

Confiança do consumidor marca 40,9 pontos em dezembro e fecha 2017 apontando estabilidade

Petrobras e Total avançam em aliança de US$ 1,95 bilhão

Governo enviará ao Congresso projetos para privatizar Eletrobras

Mercado reduz projeção de déficit primário do governo para R$ 153,944 bi

Mais Destaques
"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)