Política

Fachin recebe comenda da ACP

| 14/11/2017 - 21:00

Fachin recebe comenda da ACP

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin, recebeu, durante cerimônia realizada na última sexta-feira, no Graciosa Country Clube, a comenda Barão do Serro Azul 2017. A homenagem é concedida pela Associação Comercial do Paraná (ACP) a personalidades com destaque nos meios econômicos e sociais que tenham contribuído para o crescimento e valorização empresarial do Paraná.
O presidente da ACP, Gláucio Geara, disse que “o merecimento (da homenagem) extrapola os limites do Estado, vez que sua atuação firme e convincente como juiz da Suprema Corte de Justiça, tornou-se conhecida e respeitada pela população brasileira”. Destacou que “não é exagero afirmar que o jurista, enfim recompensado por seu amplo saber e carreira retilínea, chegou ao período mais importante de sua carreira profissional – não por acaso o mais instigante – em meio as rumorosas demandas que chegam às suas mãos, no STF”.
Geara disse que o ministro palmilhou uma longa estrada que lhe garantiu o alicerce ético, moral e intelectual esperado de um juiz capaz de vocalizar “decisões serenas, mas inquebrantáveis”.
O ministro Fachin, durante discurso de agradecimento, destacou a importância dos valores como ética e humanismo, legados pelos ícones da histótia nacional, entre eles o Barão do Serro Azul, fundador da ACP, sob a égide do conceito de liberdade e justiça. “É por meio dessa liberdade projetada para o campo da autonomia da vontade que a livre inciativa nos permite galgar o desenvolvimento social e econômico. Em busca de uma relação estável, a Constituição assegura a livre iniciativa ao mesmo tempo em que garante o interesse da coletividade”.
O ministro traçou, ainda, o papel do judiciário no desafio previsto na Constituição de assegurar uma relação estável entre a livre iniciativa e o interesse da coletividade. “Ter portas abertas é a franquia do cidadão para crer na justiça. Como magistrado no Supremo Tribunal Federal, capto a Constituição como possibilidade e também como limite. Para além de viabilizar a justiça, deve Judiciário promover segurança por meio de sua atuação, o que significa um mínimo indispensável de previsibilidade”, disse.
“A excessiva concentração de atividades estatais, notadamente do Executivo e especialmente no âmbito federal, mina a eficiência do Estado na tarefa de proporcionar condições apropriadas para o desenvolvimento social e econômico. Descentralizar e desconcentrar, preservadas as vedações constitucionais, é uma senda rumo à eficácia dos princípios positivados na Constituição”.
Fachin encerrou dizendo que é “hora de trazer ao centro da ribalta, como o fizeram outros países em momentos similares, ideias, ideais e instrumentos democráticos de reencontro do Estado com a sociedade, do País com sua própria história”.
O governador Beto Richa participou da cerimônia: “O ministro Edson Fachin tem uma formação jurídica muito consistente. É um doutrinador do Direito que elevou ainda mais a qualidade do nível do Supremo Tribunal Federal”, afirmou.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Política'

Caixa aprova novo estatuto que limita indicações políticas para cargos de direção

Procurador não vê motivos para pedir prisão de Lula, diz MPF

Ato em Defesa da Justiça já está confirmado em 42 cidades brasileiras

Defesa de Temer entrega ao STF respostas a questionamentos da PF

Provas claras ou ilação? Assim será a batalha judicial sobre Lula

MPF pede 386 anos de prisão para Cunha e 78 para Henrique Eduardo Alves

A semana em que as primeiras pedras atingiram a vidraça de Jair Bolsonaro

Presidente do TRF e do STF tratam da segurança do julgamento de Lula

Janot presta depoimento à PF em investigação sobre delação da J&F

MPF pede a Moro que declare falsos recibos de aluguel de apartamento de Lula

Mais Destaques
"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)