Gente X Poder

Vôos que não vêm!

| 10/11/2017 - 18:30

O empresário e presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Toledo e Região, João Batista Campos, escreveu um artigo sobre as operações de empresas aéreas em Toledo e região e foi publicado por esse jornal. Ele discorreu o passado, mas, com foco no presente e futuro cobrando mais atenção pelas nossas autoridades.
Vôos que não vêm! I
Tita Campos escreveu: Para nós, que estamos na luta pelo retorno de linhas aéreo há 20 anos, como empresário e dirigente de entidades empresariais, não poderíamos ter falhado em pressionar, pois com o avanço da tecnologia, o crescimento agroindustrial, das exportações e do setor de prestação de serviços da região, no competitivo mercado globalizado, podemos estar colocando em sério risco o futuro do crescimento de Toledo e municípios vizinhos e não aproveitar com mais ação quando da vinda da presidência da republica em Toledo, enfatizou o empresário. Na tarde dessa quinta feira, 09, foi anunciada a vinda da Azul com voos à Toledo. Temos que ficar sob vigília, pois, já prometeram em 2015 e 2016 e não cumpriram. Leia abaixo umas indagações e pontuações feitas pelo leitor da gazeta.
Escreve o leitor:
Quanta bobagem
1 - Descer Airbus A-319 ou seu similar em tamanho e peso, o Embraer 195, não é comprovação de capacidade técnica para operações comerciais de aeronaves maiores. Fosse assim, melhor e mais barato fechar a ANAC, ou ao menos seus departamentos técnicos de certificação, e mandar os aviões presidenciais para voar Brasil afora. Desceu? Tá certificado;
Quanta bobagem II
2 - O aeroporto de Cascavel operou normalmente no dia relatado, tanto é verdade, que outro avião presidencial, pousou em meio às operações comerciais naquele aeroporto. Foi um Embraer 195, que já havia dado as caras por lá inúmeras vezes, uma delas levando a presidente Dilma Roussef, a última fazendo um voo teste. Fizeram isso para que Temer tivesse um avião reserva, caso Toledo não desse condições para decolagem da primeira aeronave. Mesmo assim o aeroporto de Cascavel pena, e muito, para receber a certificação da ANAC;
Quanta bobagem III
3 - Existem inúmeros e caríssimos obstáculos para serem sanados, até que o aeroporto de Toledo fique apto para operar companhias aéreas. Além do tamanho da pista, o mais grave é a falta de área livre de 150 metros em cada lado do eixo central, impossível de ser feita porque há uma rodovia ao redor, bem como o terminal recentemente reformado e hangares;
Quanta bobagem IV
4 - Se querem mesmo saber se há condições de Toledo operar, melhor perguntar não lá no posto Ipiranga, para as companhias aéreas. Melhor ainda, para A companhia aérea, já que apenas a Azul voa com o ATR-72, único avião que poderia ser liberado para as condições do Luiz Dalcanale. A outra, Passaredo, já é carta fora do baralho. E pelo que lembro, há anos comitivas da municipalidade vão até estas empresas, que entre sorrisos e tapinhas nas costas, dizem achar tudo maravilhoso e que pensarão no caso. Fazem isso há uma década, sem sucesso, pelo que se vê, e a resposta para a pergunta que ninguém faz é “demanda”. Cascavel é maior e têm mais passageiros. Sonhar com a Azul saindo de CAC e indo para Toledo é uma tolice. A boa notícia, de fato, pode vir do aeroporto regional, que não receberá um voo antes de 2030. Até lá, parem de atacar o aeroporto vizinho e lutem para que ao menos a região tenha voos melhores.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Gente X Poder'

O silêncio preocupante do "mosca".

Estradas do interior, simplesmente caóticas. É a vez de linha SP reclamar

Moradores de São Salvador pedem socorro. O asfalto de 3,5m casca de ovo, virou pedras.

“Tempo de casa”

Arrepiados

Novo Parque Industrial

Dia Mundial da Criatividade

Descaso do lixo em Toledo é grave

Vôos que não vêm!

Azul Linhas Aéreas irá atender Toledo

Mais Destaques

Cultura

ALT realiza premiação do “Concurso de Haicai de Toledo”

"Poder-É a capacidade de arbitrariamente, agir e mandar, exercer a autoridade, a soberania, o império dos grupos que se formam visando o poder, o monopólio. Quanto maior a dependência de A em relação a B, maior o poder de B em relação A. Desconhecido"
(Desconhecido)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)