Cidade

Toledo representa 0,39% da produção agro brasileira

| 12/10/2017 - 09:00

Toledo representa 0,39% da produção agro brasileira

Toledo representa 0,39% da produção agro brasileira
Os números da produção agropecuária de Toledo se destacam no cenário nacional ao chegarmos próximo dos R$ 2,2 bilhões do VBP. Para Silva Welp, presidente da Sociedade Rural de Toledo, que está a frente da maior feira agropecuária do Oeste, esses números são altamente positivos e animadores. A produção de Toledo representou um crescimento nesse ano de 2,36 %, contra 1,7% de total do estado. Para consolidar nossos números, verificamos que todo esse crescimento e trabalho de nossos produtores e agros, contribuiu 0,39% de toda a produção nacional, diante de um universo de mais de 5 mil municípios, ou seja, quase ½ % da produção agro brasileira. Um dos aspectos relevante no resultado do VBP no Brasil, foi o ganho de produtividade, cujo aumento médio chegou a 22,3% e que projetam para a próxima safra os números entre 237 e 240 milhões de toneladas de grãos desses, a agropecuária esta esperando um crescimento de 4,3%, afirmou Dr. Silva Welp.
Os números da produção nacional
De acordo com o Mapa, as 20 principais lavouras apresentam aumento real de 9,8% e a pecuária, um recuo de 6%. O valor das lavouras é de R$ 367,6 bilhões. Milho e soja representam 44,7% do valor das lavouras. A pecuária é estimada em R$ 168,4 bilhões. No desempenho das lavouras, verifica-se que o aumento da quantidade produzida é o principal fator determinante para o resultado favorável neste ano. A elevação de preços tem papel menos relevante. Destacam-se o algodão herbáceo, com aumento de 72,5% no VBP; amendoim, 36%; arroz, 9,6%; cana de açúcar, 46,8%; laranja, 12,4%; mandioca, 76,9%; milho, 20,7%, pimenta do reino, 7,7%; tomate, 11,1%; e uva, 50,9%. Na pecuária, os destaques são suínos e leite. Apresentaram recuo no valor da produção a banana (-19,4%), batata-inglesa (-53,2%), cacau (-17,7%), café (-12,2%), cebola (-39,3%), feijão (-16,5%), trigo (-28,1%) e maçã (-19,7%). A redução dos preços desses produtos e o amento da oferta em geral têm sido decisivos para o baixo crescimento da inflação neste ano. Segundo o Mapa, os dados de VBP regional mostram que São Paulo, Mato Grosso, Paraná, Minas Gerais e Rio Grande do Sul são os estados com maior nível de faturamento, representando 54,7% do VBP total. As regiões Sul e Centro-Oeste são responsáveis pela maior parte do valor bruto, seguidas pelo Sudeste, Nordeste e Norte. Os resultados favoráveis deste ano possibilitaram a recuperação de alguns estados como Piauí, Bahia e Maranhão que no ano passado tiveram fortes perdas econômicas por problemas de seca especialmente.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cidade'

Cota única da parcela do IPTU deve ser paga até dia 12 de março

Nova coordenadora assume Núcleo Multissetorial da Mulher Empresária

Certi Pioneiro retorna com atividades nesta sexta-feira

Núcleo de Gastronomia se prepara para renovar selo de qualidade

CNMP apresenta proposta para ocupantes de cargo em comissão no MP

Paraná altera base de cálculo do ICMS de medicamentos

Convênio oferta atividades em contraturno escolar na rede municipal

Inscrições para vagas de curso sobre Inovação encerram dia 11/03/18

Radar portátil passa por aferição do Inmetro

Saúde realiza audiência pública quadrimestral para prestação de contas

Mais Destaques

Política

Brasil cai 17 posições em ranking global de corrupção

AgroGazeta

Frota dos Alimentos Coamo com nova plotagem é apresentado

Gente X Poder

Teto baixo ou teto ALTO?

Cultura

AMOP lança projeto cultural para 54 cidades da região

Regional

Projeto-piloto da Caciopar dá novo impulso a SPCs de cidades do Oeste

Geral

Cresce abertura de novas empresas no Brasil

Esporte

ABATOL recebeu cartão Passe Atleta

Variedades e Gente

Ação Social promove Almoço Italiano

"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)