Política

Temer promete a sindicatos regulamentar o imposto sindical em 15 dias

| 05/10/2017 - 21:20

O deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, e dirigentes da Força Sindical deixaram o Palácio do Planalto, nesta terça-feira (3), com a promessa de regulamentação da contribuição assistencial, que abastecerá os cofres dos sindicatos, no prazo de 15 dias.
O secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna, afirmou, nesta terça-feira (3), que o presidente Michel Temer se comprometeu a enviar ao Congresso Nacional um projeto que regulamenta a Contribuição de Negociação Coletiva em substituição à contribuição sindical.
Segundo a proposta, o valor da contribuição será fixado pela assembleia geral da categoria profissional e será descontado na folha de pagamento da empresa no mês em que for registrada a convenção ou acordo coletivo de trabalho no Ministério do Trabalho.
O desconto será aplicado a todos os trabalhadores, independentemente de sua filiação a sindicatos, desde que a assembleia conte a presença de 10% da categoria.
“Se decidir na assembleia, todos pagam. Como no condomínio onde a gente mora. Simples assim”, afirmou Juruna, após participar da reunião, acrescentando que a medida fortalece a negociação.
Segundo Juruna, os representantes da Força alegaram, durante a reunião, que milhares de trabalhadores estão às vésperas de suas convenções coletivas e seria urgente a regulamentação da contribuição.
Ainda segundo Juruna, todas as centrais sindicais concordam com a necessidade do debate sobre a contribuição assistencial. Paulinho afirma que o desenho final da contribuição deverá estar formatado até a semana que vem.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Política'

Governo publica edital para formação de agentes comunitários em enfermagem

Fachin nega pedido de liberdade e mantém Aldemir Bendine preso

Intervenção é correta, diz base aliada; oposição classifica de cortina de fumaça

Obras da BR-163 vão alterar trânsito nos trevos de acessos

Comissões de trabalho apresentam atrações para feira Shopping 2018

Debate sobre reforma da Previdência na Câmara começa na terça-feira

Subsecretário diz que perdão de dívidas favorece sonegação fiscal

Denúncia eleitoral contra Cristiane Brasil parou em 2010

Dep. da Rede vai pedir convocação de Segovia para explicar declarações sobre Temer

Candidatos poderão usar seu próprio dinheiro nas campanhas

Mais Destaques
"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)