Cultura

Semana Farroupilha de Toledo é a maior do Paraná

| 11/09/2017 - 21:00

Semana Farroupilha de Toledo é a maior do Paraná

Após cinco dias de celebrações à cultura campeira e nativista, chegamos ao fim de mais uma edição da Semana Farroupilha de Toledo. Realizado entre os dias 06 e 10 de setembro, o evento marcou o calendário cultural do município em grande estilo, abrindo as portas do Acampamento Farroupilha para que toda a população pudesse conhecer e prestigiar a cultura gaúcha, além de se deliciar com as apresentações artísticas e diversas outras atrações que compuseram os festejos.
A Semana Farroupilha é uma festividade iniciada há 67 anos em Porto Alegre e que ganhou o Brasil, sendo realizada anualmente no mês de setembro em diversas localidades, como em Toledo, cidade que incorporou as comemorações em seu calendário cultural. Em sua origem o período celebra o espírito heróico dos Farroupilhas (aqueles que lutaram na Guerra dos Farrapos por ideais de justiça e liberdade), mas com o passar do tempo ao propósito inicial foram incorporados outros desígnios, como a valorização da cultura e manutenção das tradições. E isso pode ser conferido por todos os que passaram pelo “território nativista”.
Em frente ao Lago Municipal, no Parque Ecológico Diva Paim Barth, foi erguida uma estrutura para receber e abrigar pelo nono ano consecutivo a cultura sul-rio-grandense em um espaço denominado Acampamento Farroupilha. Este foi, até o ultimo domingo, o endereço da cultura tradicionalista em Toledo. Sob o teto do recinto, de longe podia-se avistar uma enorme bandeira com as cores do pavilhão gaúcho, e em seu interior hospedaram-se a cultura, a arte e a tradição do povo gaúcho. O espaço foi ampliado em relação aos anos anteriores, e em 2017 as instalações do Acampamento somaram 800 metros. Concebida pela Prefeitura Municipal, as instalações da 9ª Semana Farroupilha de Toledo formaram um amplo território contendo diversos atrativos, como vemos a seguir.
Cozinha campeira
Uma cozinha foi montada para o preparo de pratos típicos, com comidas que tradicionalmente são apreciadas por tropeiros e pelos habitantes das querências do Sul. O comunicador e tradicionalista Airton Ferreira participou da organização da Semana Farroupilha e, juntamente com sua família, foi o anfitrião deste espaço por onde passavam centenas de pessoas diariamente para saborear algumas iguarias como o charque, o feijão tropeiro e a quirelinha com carne de porco. Em todos os dias do evento, pela manhã, foi servido aos participantes o “café campeiro”, com a mesa farta de pão de milho, cuca, doce de abóbora, salame, queijo colonial, biscoitos e no sábado, teve uma recita especial de bolinho de milho, que acrescentou mais sabor ao paladar dos visitantes. Pela cozinha também passaram todos que apreciam um bom mate. Lá encontravam-se a disposição da população os ingredientes para o preparo do chimarrão: água quente e erva-mate.
Palco
O palco do recinto acolheu diversas atrações, a começar pela Missa Crioula, celebrada pelo Frei Vonibaldo Freder. Além do momento litúrgico, a plataforma também recebeu a passagem de uma cidadã ilustre, que recebeu uma bela homenagem no início dos festejos. Dona Helena Jacobsen, viúva do Sr. Aureliano Meira Jacobsen (carinhosamente chamado de “Seu Piquito”) recebeu o tributo dos organizadores do evento e o carinho do público presente. O casal sempre defendeu o tradicionalismo e participou ativamente da Semana Farroupilha, desde sua primeira edição em Toledo. Para o deleite do público, o palco também foi serviu para a exibição de diversos shows que integraram a programação da festa. Lá estiveram o Grupo “Oh! De casa”, “Romário Gaúcho e os Bombachudos”, “Balanço Campeiro”, “Joca Martins”, “Dom Ramon”, “Marca de Pampa”, “Canto Gaúcho” e “Nenito Sarturi”. No mesmo local foram anunciadas diversas atrações, como o Desfile de Indumentária Gaúcha (trajes típicos), o Concurso de Xote e as apresentações artísticas de talentos locais, protagonizadas pelos membros do CTG Chama Crioula e do CTG Estância da Liberdade, além do fandango Mirim, que foi uma novidade introduzida na edição deste ano da Semana Farroupilha.
Fazendinha do Gaúcho
Uma das dependências mais visitadas no Acampamento Farroupilha foi a “Fazendinha do Gaúcho”, ala destinada à exposição de pequenos animais, reproduzindo o ambiente rural, com o qual muitas pessoas estão desabituadas. Nesse espaço, que trouxe um pouco do....
Continua próxima página
espírito do campo para os habitantes da área urbana, podia-se encontrar animais campestres entre grasnidos, berros e cacarejos que chamavam a atenção principalmente da criançada. Gansos, galos, patos mandarins, ovelhas, cabritos e um pônei despertaram a curiosidade dos visitantes e fizeram a alegria da “gurizada”, como se diz no linguajar gaúcho.
Churrasqueira comunitária
No ponto de encontro da cultura gaúcha não pode faltar um bom e saboroso churrasco, referência do cardápio tradicionalista. A iguaria foi preparada todos os dias em uma imensa churrasqueira comunitária, construída na parte externa do Acampamento Farroupilha. Além do preparo de uma variedade de espetos que continham cortes especiais de carne bovina, lingüiça e pernil suíno, a churrasqueira foi atração de um campeonato peculiar, o “Master Chef Bagual”. Realizado no último dia da Semana Farroupilha, o campeonato premiou os competidores que prepararam os melhores churrascos. O regulamento previa que só poderiam concorrer os churrasqueiros que preparassem costela, conforme a tradição dos churrasqueiros gaúchos. Os jurados analisaram a aparência, o odor, o sabor e o tempero dos espetos a eles apresentados e os três primeiros colocados foram premiados com jogos de faca. Paralelamente ao torneio, a parte externa do acampamento também foi utilizada como churrasqueira comunitária, recebendo peças de carne que foram levadas pela população para serem consumidas durante a festa. Ao todo, sessenta espetos foram preparados no almoço de domingo.
Compareceram para prestigiar a Semana Farroupilha algumas pessoas de destaque, como o tradicionalista Ernani Magnabosco, que mantém no ar uma grande audiência em seus programas de rádio voltados para a cultura gaúcha. Ao lado do também radialista Airton Ferreira, que apresenta um programa tradicionalista em outra emissora de rádio, ambos informaram que somando o número de horas no ar os programas gauchescos de Toledo fazem da programação local a maior do gênero no Paraná. Outra notoriedade que marcou presença no evento foi Sr. Anarolino custódio Machado, que aos 90 anos de idade foi agraciado com um brinde, por ser o “peão de mais idade” participando das celebrações. Também merece destaque a participação dos membros da Comitiva Marca de Casco, além dos integrantes do CTG Chama Crioula, cujo Patrono é Orandi Gayardo, e do CTG Estância da Liberdade, cujo Patrono é Romualdo Strefling. As três entidades foram parceiras do evento e deram valorosa contribuição para a grandiosidade do espetáculo em que a Semana Farroupilha se transformou.
As pessoas que estiveram presentes no Acampamento Farroupilha foram surpreendidas com a grata notícia de que pela terceira vez o evento foi considerado a maior Semana Farroupilha do Paraná. O resultado do belo trabalho realizado em Toledo é fruto da soma de esforços de profissionais competentes que se dedicam ao máximo para presentear o público com uma encantadora festa. Realizados durante cinco dias, os festejos deram muito trabalho para a Comissão Organizadora, mas seu resultado foi gratificante e compensatório. Marcando presença todos os dias no recinto, a Gazeta de Toledo acompanhou o trabalho dos organizadores e parabeniza a Diretora de Cultura do Município, Magda Ritter, o Coordenador de Eventos da Secretaria de Cultura, Ricardo Santos, e o Técnico de Som e Iluminação Marco Aurélio Waschburguer. Aproveitamos nossa página da Cultura para também registrar a atuação ímpar de Airton Ferreira e de toda sua família, que se empenharam em fazer (como todo ano fazem) um primoroso trabalho, que os ocupou desde os preparativos dos festejos até a realização do último dia de evento.
Os festejos e o culto das tradições gaúchas em Toledo duraram cinco dias, mas ainda não se encerraram, pois em 20 de setembro será comemorado o “Dia da Proclamação Farroupilha” ou “Dia do Gaúcho”. Após esse período de celebrações, aguardaremos ansiosos pelas festividades do ano que vem. As atividades realizadas no Acampamento Farroupilha deixaram boas recordações e já evoca saudades na memória de quem esteve presente na edição de 2017.
Fernando Baldi Braga
Galeria de fotos
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cultura'

Confira 7 bons motivos para se hospedar

Evento literário do SESC marcou a semana

Festival e Mostra de Circo transformarão Toledo na semana que vem

Livros, leitura e literatura: os protagonistas da semana

Feira do Livro

Semana Literária traz para Toledo expoentes da literatura no país

Livros e leitura são destaques em evento literário do SESC

Começa hoje um dos mais importantes eventos literários de Toledo

Festa Nacional do Porco no Rolete acontece no domingo

“Viramundo” traz a magia da contação de histórias para Toledo

Mais Destaques
"Poder-É a capacidade de arbitrariamente, agir e mandar, exercer a autoridade, a soberania, o império dos grupos que se formam visando o poder, o monopólio. Quanto maior a dependência de A em relação a B, maior o poder de B em relação A. Desconhecido"
(Desconhecido)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)