Gente X Poder

Grave denuncia de abandono

| 11/09/2017 - 18:30

A vereadora Olinda Fiorentin, está fazendo àquilo que é de responsabilidade de um vereador, fiscalizar e cobrar do prefeito as soluções e dar ciência pública como fez em sua página social neste final de semana. Publicou imagens de alguns brinquedos instalados na Praça das Bandeiras, Vila Pioneira que pode sim, tirar até a vida de uma criança devido o seu estado de má conservação. Pior disso, é que esse playground anexo a praça está instalada bem próximo a casa de quem deveria olhar também para seu quintal para dar bons exemplos e evitar uma ação por danos e quem sabe, a perda de uma vida. Quem viu as fotos, sabe que não é exagero e fica estarrecido de como ainda esses brinquedos não foram interditados. Ai, como pai e avô me pergunto? Qual criança não gosta de brincar em um parquinho, basta ela ver um parquinho, corre para se divertir.
Grave denuncia de abandono I
A vereadora Olinda descreveu: “fui até lá conferir o que o povo me denunciou, o parquinho das crianças instalado em pura terra, escorregador de lata com laterais podre, um cano de metal de 5 cm onde as crianças descem até ao chão, que acredito que foi neste que a criança se machucou, bancos de cimento sujos e tenho certeza que há anos que não recebe uma pintura, contêiner de lixeira ao lado do parquinho. A manutenção, há tempos que não é feita, acho que também cabe a nós zelar pelo patrimônio público, pois um lugar lindo, onde as pessoas, famílias poderiam usar para no final da tarde tomar um chimarrão, ou jovens, adolescentes um tererê, pois lado a lado famílias aí moram, é uma pena... TOTAL ABANDONO”.
Pré-candidatos
Vamos cobrar dos nossos atuais representantes (Dilceu e Schiavinatto) que cumpram suas obrigações de garantir as melhores e mais eficientes políticas públicas para tornar melhor a vida do cidadão, que é à base da nossa sociedade Toledana. Pode, sim. E mais do que poder, o cidadão deve cobrar a eficiência das políticas públicas. O problema é quando o cidadão confunde políticas públicas com interesses unicamente pessoais e de grupos que querem se perpetuar no poder. O cidadão que age inconsciente cria um ambiente que encarece campanhas eleitorais e propicia, ou, pior ainda, estimula a proliferação da corrupção na esfera política. Está aí a Lava Jato para comprovar.
Pré-candidatos I
Bom, essa previa preâmbulo, em um primeiro momento me foca naqueles que definidos em disputar as eleições do ano que vem ao cargo de deputado estadual e federal. Muita coisa ainda pode mudar, devido às tais listas. Creio que teremos um menor numero de candidatos devido a essa atual conjuntura em nível nacional e que em Toledo não será diferente: Vejamos; Para os cargos à assembleia federal, José Carlos Schiavinatto e Beto Lunitti estarão brigando pela vaga. Constam na lista ainda, o empresário do meio de agronegócios, Ivan Cesar Rossoni (PPS) que é fortíssimo com suas raízes e laços familiares aqui, mas mudou seu titulo para a cidade de cascavel, não o impedindo de ser também um possível representante. É bom esclarecer que Sperafico, poderá ir para a chapa de Cida Borguette como vice ou, até quem sabe, ser candidato a prefeito de Toledo.
Pré-candidatos II
Para o cargo de deputado estadual, teremos muitas novidades. No lugar do atual Schivinatto (PP), poderão concorrer em seu lugar: Lucio de Marchi, Tita Furlan ou uma “mosca”. Claro que ainda cogitam o nome do genro de Dilceu Sperafico, Ruy Fonsatti. Pelo lado do PMDB, Ademar Dorschmidt é um forte candidato, Gabriel Baierle hoje no PTB e que poderá mudar de partido surge por fora por ser jovem e uma promessa de renovação. Comentam-se nos bastidores muitos nomes e amanhã, daremos mais ênfase sobre esse tema.
Nota de Esclarecimento
A respeito da matéria intitulada “Intrigante nomeação de filho de Juiz em Toledo”, publicada em 08/09/2. 017 na Coluna “Gente x Poder” do periódico Gazeta de Toledo, a Promotoria de Proteção ao Patrimônio Público de Toledo esclarece que a nomeação de parente (filho) de agente público do Poder Judiciário (magistrado) para o exercício de cargo em comissão (diretor) perante outra pessoa jurídica de direito público (Poder Executivo) não consubstancia violação à Súmula nº 13 do Supremo Tribunal Federal, a qual trata da vedação ao nepotismo, motivo pelo qual, sob o aspecto estritamente legal, e considerando estes elementos, inexiste fundamento jurídico para o Ministério Público questionar a validade do referido ato. Saliente-se, porém que esta afirmação não envolve a análise do aspecto político da decisão da autoridade nomeante, tampouco a respeito da capacidade do nomeado para o exercício do cargo, sobre os quais cabe legitimamente à sociedade a livre e democrática apreciação, bem como formulação de juízo de valor
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Gente X Poder'

O limite prudêncial afetou só o cafezinho da prefeitura

Mais uma lambança municipal

Proteção aos reis

Presidente despreparado

Obras à paços de tartaruga

Churrasquinho na EMDUR

Exploração financeira virou moda em Toledo, agora é no clube caça e pesca.

Abuso e desvio de poder

Apresentadores maldosos, insinuando que o vereador não sabe contar!

Grave denuncia de abandono

Mais Destaques
"Poder-É a capacidade de arbitrariamente, agir e mandar, exercer a autoridade, a soberania, o império dos grupos que se formam visando o poder, o monopólio. Quanto maior a dependência de A em relação a B, maior o poder de B em relação A. Desconhecido"
(Desconhecido)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)