Economia

Mercado financeiro aumenta projeção para o PIB e reduz para inflação

| 11/09/2017 - 22:00

Mercado financeiro aumenta projeção para o PIB e reduz para inflação

O mercado financeiro voltou a reduzir a projeção para a inflação e aumentar a estimativa para o crescimento da economia este ano. De acordo com o boletim Focus, uma publicação divulgada toda segunda-feira no site do Banco Central (BC), a expectativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB, a soma de todos os bens e serviços produzidos no país), foi ajustada de 0,5% para 0,6% este ano, no terceiro aumento consecutivo. Para 2018, a estimativa de crescimento passou de 2% para 2,1%.
A estimativa do mercado financeiro para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu de 3,38% para 3,14% este ano, na terceira redução seguida. Para 2018, a projeção do IPCA foi reduzida de 4,18% para 4,15%, no segundo ajuste consecutivo.
As estimativas para os dois anos permanecem abaixo do centro da meta de 4,50%, que deve ser perseguida pelo BC. Essa meta tem ainda um intervalo de tolerância entre 3% e 6%.
Para alcançar a meta, o BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 8,25% ao ano.
Quando o Comitê de Política Monetária (Copom) diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação. Já quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.
A expectativa do mercado financeiro para a Selic foi reduzida de 7,25% para 7% ao ano, no fim de 2017, e de 7,50% para 7,25% ao ano, ao final de 2018.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Economia'

OMC eleva estimativa de crescimento do comércio mundial para 3,6%

BC reduz projeção de inflação este ano para 3,2%

Arrecadação cresce 10,78% em agosto e chega a R$ 104,2 bilhões

BNDES cede à pressão do governo e devolverá R$50 bi à União este ano, diz fonte

Intenção de consumo das famílias recua 0,7% de agosto para setembro, diz CNC

Receita abre consulta pública sobre obrigação de informar pagamentos em espécie

CNI propõe simplificação do acesso a recursos do FGTS para saneamento

Tarifa branca a partir de 1º de janeiro de 2018

Projeção para Selic em 2018 cai a 7% com cenário de inflação ainda mais baixa, mostra Focus

Petrobras eleva gasolina na refinaria em 1,3% a partir de hoje

Mais Destaques
"Poder-É a capacidade de arbitrariamente, agir e mandar, exercer a autoridade, a soberania, o império dos grupos que se formam visando o poder, o monopólio. Quanto maior a dependência de A em relação a B, maior o poder de B em relação A. Desconhecido"
(Desconhecido)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)