Cidade

COHAPAR e EMATER discutem parcerias de trabalho

| 18/08/2017 - 21:50

Os órgãos estaduais trabalham de forma integrada na construção de casas para agricultores familiares e trabalhadores do campo. Na quinta-feira (17), o chefe de gabinete e superintendente de Relações Institucionais da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), João
Naime Neto, recebeu na sede da companhia a visita de Geraldo Pereira Lacerda, coordenador estadual de Habitação Rural na Emater. Em pauta, os projetos conjuntos entre os órgãos na construção de novas moradias rurais e a ampliação de parceria de trabalho no setor.
Através do Programa Nacional de Habitação Rura (PNHR), famílias de pequenos produtores rurais, além de outros públicos prioritários, como indígenas, quilombolas e pescadores artesanais, contam com subsídios do poder público para a construção de novas moradias.
Para serem selecionados, os agricultores precisam possuir renda familiar bruta anual máxima de R$ 17 mil. Ao serem contemplados, eles pagam apenas quatro anuais parcelas de R$ 342 pelos imóveis, sendo o restante do valor, de R$ 34,2 mil, coberto pelos recursos do poder público.
BALANÇO - No Paraná, mais 13 mil famílias residentes em áreas rurais de todas as regiões do estado foram contempladas pelo programa desde 2011. Recentemente, o Governo do Paraná, através do trabalho integrado da Cohapar com Secretaria da Agricultura e Abastecimento e a Emater, protocolaram projetos para construção de mais 11 mil unidades do PNHR, que aguardam a liberação de recursos do Ministério das Cidades.
“O PNHR é um projeto de muito importante para os agricultores familiares, que passam a ter melhores condições de moradia e se sentem estimulados a permanecerem no campo”, destaca Naime Neto. “Com o apoio da Emater e SEAB, estamos conseguindo cumprir a determinação do governador Beto Richa e do presidente da companhia, Abelardo Lupion, de
proporcionar condições dignas aos moradores do campo”, conclui o superintendente.
Os órgãos estaduais trabalham de forma conjunta ao Governo Federal, por meio do Banco do Brasil e CAIXA, e prefeituras. As ações envolvem a orientação, seleção e acompanhamento social das famílias, projetos construtivos, assessoria técnica e monitoramento das obras,
entre outras.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cidade'

Projeto Pedrinho Furlan ganha novos uniformes

Oportunidade para empresários

Caged: setor de serviços impulsiona geração de empregos

Saúde convoca população para se vacinar contra a gripe

Seleção de estagiário do curso de direito

Projeto Mini Arena começa ser montado em Toledo

Secretaria de Segurança e Trânsito mudará de endereço

Acit Estágios orienta estudantes do Jardim Porto Alegre

SerToledo realiza assembleia histórica

Madrugada e manhã gelada em Toledo

Mais Destaques

Cultura

Oficina de Escrita Criativa

"ultrapassamos os 14 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo em 3 anos. Aqui sua propaganda, propaga - 45 9.91339499"
(Leitores)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)