Regional

PTI apresenta projeto de capacitação

| 11/08/2017 - 20:50

PTI apresenta projeto de capacitação

Representantes dos municípios da região Oeste poderão participar de uma capacitação que deverá totalizar 400 horas de curso e 150 horas de pesquisas através de uma parceria entre o Programa Parque Tecnológico Itaipu e a Câmara de Comércio Brasil França. O projeto foi apresentado nesta quinta-feira em Toledo a representantes do município e Marechal Cândido Rondon. A meta é envolver 9 municípios da região, os quais deverão indicar até dois representantes de cada, além de integrantes de outras instituições como Unioeste, Programa Oeste em Desenvolvimento, Frimesa, entre outras entidades, totalizando 24 participantes. O PTI vai assumir todas as despesas com palestrantes, alimentação e hospedagem dos participantes. Já os municípios terão que dispensar seus funcionários por uma semana, uma vez por mês, além do deslocamento. A capacitação será em diferentes cidades, conforme um cronograma já definido, de agosto a junho do próximo ano. O lançamento do projeto será em um seminário em Foz do Iguaçu, de 24 a 26 de agosto.
“Será uma experiência singular e uma capacitação com palestrantes europeus, que poderão trazer uma contribuição importante para o desenvolvimento do oeste do Paraná”, comenta o presidente da Câmara Brasil França, Sérgio Asinelli. Ele, que participou de capacitação nos mesmos moldes na década de 90, na França, ressaltou que foi um dos melhores cursos que participou, pela visão abrangente que proporciona e metodologia utilizada. Durante o curso, aberto a profissionais de nível superior, com perfil de liderança, para transformarem-se em futuros multiplicadores, serão abordados três problemas comuns e duas oportunidades. Durante o treinamento, os profissionais deverão discutir e apontar soluções para os problemas e oportunidades detectadas, visando o desenvolvimento da região como um todo. Os estudos deverão ser compartilhados e poderão ser aproveitados no futuro pelas prefeituras, instituições ou empresas. Entre os problemas que serão debatidos estão a reciclagem do lixo e o tratamento de resíduos sólidos; os riscos urbanos, incluindo a contaminação das águas, alagamentos, entre outros; e mobilidade urbana e entre as cidades. Entre as oportunidades, os temas propostos são a transformação do Oeste em polo de desenvolvimento sustentável, considerando as riquezas existentes, com um dos solos mais férteis do mundo, riqueza de águas, potencial turístico, produção de origem animal e vegetal, energias renováveis, entre outras questões; e as ações de integração entre os municípios, com o estado, a união e internacionais que podem contribuir para o desenvolvimento regional integrado.
Inicialmente o projeto vai envolver as cidades de Foz do Iguaçu, Toledo, Cascavel, Marechal Cândido Rondon, Assis Chateaubriand, Palotina, Guaíra, Medianeira e Matelândia. Participaram da apresentação do projeto em Toledo representantes de Toledo e Marechal Cândido Rondon.
O prefeito de Toledo, Lucio de Marchi, elogiou a iniciativa e destacou que o município deverá participar deste processo. Ele acredita que isso será muito positivo para a formação dos profissionais e para uma avaliação dos problemas da região e a busca de soluções conjuntas. Deverão ser indicados dois representantes locais para a capacitação.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Regional'

Colégio Pio XII recebe R$ 100 mil para melhorias na infraestrutura

Projeto-piloto da Caciopar dá novo impulso a SPCs de cidades do Oeste

Alci Rotta Júnior é o candidato de consenso à presidência da Caciopar

Movimentação planetária na produção rural é tema de curso

Maringá é destaque em Logística Reversa no Paraná

Professores da Rede Municipal participam de formação sobre educação empreendedora

Empresário de Quedas do Iguaçu receberá a comenda Hylo Bresolin

Alvará em Assis vence dia 28 de fevereiro

Inscrição de chapas para eleição expira no dia 19

Após reclamação de cidadão ao TCE, Francisco Beltrão revoga edital de R$ 6,6 milhões

Mais Destaques
"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)