Cidade

EMATER apresenta programa integrado de conversação de solo do Paraná

| 10/08/2017 - 20:50

EMATER apresenta programa integrado de conversação de solo do Paraná

O INSTITUTO PARANAENSE DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL (EMATER) EM CONJUNTO COM A SECRETARIA DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO DO PARANÁ, REALIZOU NA MANHÃ DESTA QUINTA-FEIRA (10), NO AUDITÓRIO DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ [1] (PUC), O EVENTO PARA APRESENTAR O PROGRAMA INTEGRADO DE CONVERSAÇÃO DE SOLO DO PARANÁ (PROSOLO). O OBJETIVO FOI PARA EXPLICAR AOS PRODUTORES RURAIS DO MUNÍCIPIO COMO O PROJETO FUNCIONA. O ENCONTRO FOI DIVIDIDO EM PALESTRAS COM O SECRETÁRIO EXECUTIVO DO PROGRAMA INTEGRADO DE CONSERVAÇÃO DE SOLO E ÁGUA DO PARANÁ, WENER MEYER, E COM REPRESENTANTES DE LINHAS DE CRÉDITOS PARCEIRAS (BANCO DO BRASIL, SICREDI, SICOB E CRESOL).
O Prosolo conta com sete regiões escolhidas para aplicar as ações de conservação. Toledo é uma das regiões contempladas. O programa também está capacitando engenheiros agrônomos, agrícolas, florestais e técnicos agrícolas, que poderão ser contratados pelos produtores rurais para elaboração dos projetos de conservação.
A aplicação por parte dos produtores visa uma série de benefícios, entre eles controlar a erosão em todas as suas formas, evitar as práticas de queimadas, recuperar, manter e melhorar as características físicas, químicas e biológicas do solo, evitar assoreamento de cursos d’água e bacias de acumulação e adequar à locação, construção e manutenção de canais de irrigação e de estradas em geral aos princípios conservacionistas.
Segundo o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, _Cristopher Cristiano Carnelos de Azevedo, _os produtores que se
interessarem pelo programa devem procurar a Emater, até 29 de agosto, com o compromisso de contratar e implantar o projeto nas propriedades.
“Os produtores que aderirem o Prosolo Paraná, terão um ano, contando a partir da data de adesão, para contratar um técnico para elaborar o projeto na propriedade e mais dois anos para executar”. _Cristopher _salienta que os produtores que adotarem o programa irão reforçar a referência que Toledo é para o Estado, em questão de conservação de solo.
O presidente do Sindicato Rural, Nelson Paludo, explica que o encontro realizado nesta quinta-feira reforça também o papel que o sindicato tem em repassar as informações aos produtores. “Nós, enquanto sindicato, não podemos interferir dentro das propriedades rurais, mas temos o compromisso de levar a informação e a conscientização aos nossos produtores”.
Nelson salienta que Toledo não apresenta problemas graves em relação à conservação de solo e água, mas para continuar assim é essencial prevenir. “Quando ocorrem problemas que colocam em risco a conservação do solo e da água aplicar a multa ao produtor nem sempre apresenta o resultado esperado, por isso um programa como este irá auxiliar os produtores nessa questão”.
De acordo com o secretário executivo do Programa Integrado de Conservação de Solo e Água do Paraná, Wener Meyer, o objetivo do encontro é mostrar como funciona o Prosolo. “Este programa apresenta uma diferenciação, tendo em vista que o Paraná já possui um histórico de vários programas de conservação de solo e água, porém o Prosolo foi criado para reforçar isso e aumentar ainda mais os resultado para que o Estado continue sendo referência”.
Wener salienta que a Itaipu Binacional também é parceira do programa. “A Itaipu já realiza vários programas de conservação em toda bacia que envolve o Rio Paraná e contar com a ajuda dessa instituição reforça ainda mais os bons resultados que o programa deseja alcançar”, finaliza.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cidade'

Acit recebe visita de comitiva da Unioeste

Nova coordenadora assume Núcleo Multissetorial da Mulher Empresária

Certi Pioneiro retorna com atividades nesta sexta-feira

Cota única da parcela do IPTU deve ser paga até dia 12 de março

CNMP apresenta proposta para ocupantes de cargo em comissão no MP

Núcleo de Gastronomia se prepara para renovar selo de qualidade

Paraná altera base de cálculo do ICMS de medicamentos

Convênio oferta atividades em contraturno escolar na rede municipal

Inscrições para vagas de curso sobre Inovação encerram dia 11/03/18

Radar portátil passa por aferição do Inmetro

Mais Destaques
"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)