AgroGazeta

Seminário debate valorização da produção artesanal de alimentos

| 10/08/2017 - 21:50

Seminário Estadual de Valorização de Produtos Artesanais e Circuitos de Curtos de Comercialização deve reunir agricultores, agricultoras, gestores públicos e extensionistas para discutir limitações e perspectivas da produção artesanal de alimentos. Será 12 de agosto, em Laranjeiras do Sul, numa promoção da Emater, dentro da programação técnica do 3° Inverno Gastronômico, com o apoio dos programas Pró Rural e Microbacias, do Governo do Estado, e Prefeitura de Laranjeiras do Sul.
A engenheira agrônoma Mary Stela Bischof, coordenadora estadual de Negócios e Mercados para Agricultura Familiar, da Emater, detalha que haverá palestras apresentadas por especialistas e a oportunidade para a troca de experiências através de painéis e visitas técnicas a campo. “Haverá o debate sobre aspectos relacionados a legislação e estratégias de comercialização, pois produtos com qualidade diferenciada requerem mercados também diferenciados”.
A extensionista conta que ampliar a renda e melhorar a qualidade de vida das famílias de agricultores familiares é um objetivo buscado constantemente pela Emater e nesse contexto o desenvolvimento de ações que promovam a valorização dos produtos coloniais é uma boa estratégia para isso. “O processamento artesanal de alimentos é um bom negócio para o produtor rural e ainda atende uma demanda da sociedade que cada vez mais valoriza a cultura alimentar”.
Entre as palestras programadas para os dois dias se destaca aquela que será apresentada pelo Dr. Clovis Dorigon, pesquisador da EPAGRI-SC, que vai falar sobre Produção artesanal de alimentos e promoção do desenvolvimento local e regional.
Os painéis tratarão de dois temas. Um deles será sobre Legislação para agroindústrias familiares de produtos de origem animal e vegetal, coordenado por Emunuelle Gemin, da Secretaria de Estado da Saúde, e Adapar. Outro sobre Circuitos curtos de comercialização de produtos diferenciados e artesanais, com relatos de experiências sobre a Feira do produtor de Maringá; Centro de comercialização permanente da agricultura familiar, de Guaraniaçu; e organização de cestas de produtos orgânicos.As visitas técnicas acontecem no sábado, 12 de agosto, com a ida à agroindústria do Assentamento da Reforma Agrária 8 de Junho, Cooperjunho, e até à Feira Permanente de Laranjeiras do Sul.
O evento já tem confirmada a participação de aproximadamente 350 pessoas, de 16 regiões atendidas pela Emater.
Como parte da programação do Seminário haverá, ainda, o lançamento do Concurso de queijos artesanais do Paraná, que busca resgatar e identificar a produção existente e o saber fazer dos queijos artesanais. O concurso terá etapas regionais e a etapa final acontecerá em Curitiba, julho de 2018.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'AgroGazeta'

Biolabore leva curso a São José das Palmeiras

Frota dos Alimentos Coamo com nova plotagem é apresentado

Farelo de soja do Brasil tem preços melhores no mercado internacional

Importações de fertilizantes pelo Brasil caem 25% em janeiro, diz Anda

Com Índia como principal mercado, Paraguai aumentou exportação de óleo de soja em 8,3%

Temer fala em avanços, um dia depois de desistir da reforma da Previdência

Sicredi bate recordes no Show Rural Coopavel 2018

Coamo tem receita global de R$ 11,07 Bi e distribui R$318 mi em sobras aos seus mais de 28 mil assoc

Chuva pode afetar colheita da soja na maior parte do Brasil

Plataforma otimiza uso de recursos hídricos em bacias hidrográficas

Mais Destaques
"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)