AgroGazeta

Suinocultores vislumbram momento positivo, destaca ACCS

| 10/08/2017 - 21:50

A remuneração paga ao produtor integrado voltou a reagir nesta semana, com as principais agroindústrias reajustando em R$ 0,10 o valor pago pelo quilo do suíno vivo. A Cooperativa Central Aurora e a Pamplona Alimentos pagam R$ 3,10, BRF R$ 3 e JBS permanece com os R$ 3,10. Todas as empresas ainda aplicam bonificação média de 10% pela carcaça.
O presidente da Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS), Losivanio Luiz de Lorenzi, afirma que o atual momento está positivo ao suinocultor. “Apesar de todas as dificuldades políticas, o consumo interno está aquecido, com a recuperação da economia”.
Losivanio avalia também que o peso de abate dos animais está em patamares normais, fazendo com que a oferta de carne não seja excessiva e haja equilíbrio no mercado. “Com animais leves no campo vai haver falta de animais para abate. A procura por parte dos frigoríficos vai se intensificar e o preço pago ao produtor tende a melhorar”.
As temperaturas mais baixas em todo o país e o feriado de Dia dos Pais impulsionam as vendas de proteína animal. Na segunda-feira (7), a bolsa de suínos de Santa Catarina manteve o valor da semana passada e foi fechada a R$ 3,80. Com o cenário positivo, há relatos de produtores que negociaram o quilo do suíno vivo entre R$ 3,90 e R$ 4. “Isso mostra que o mercado está bem promissor. Esperamos ter novos reajustes na integração e no mercado independente nos próximos dias”, diz Losivanio.
Fonte: ACCS
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'AgroGazeta'

Estudo afirma que agropecuária e indústria irão liderar retomada da economia

Suíno Vivo: movimento de alta é interrompido e preços estão estáveis

Frango Vivo: altas no PR e SP

Pesquisa identifica extratos naturais contra nematoides

Brasileiros vão à Bélgica representar para debater agricultura e segurança alimentar

Cenário de preços mais firmes para o milho

Proprietários recebem alertas para complementar o CAR

Melhores e Maiores 2017: Coamo é a 42ª maior empresa do Brasil

Santa Catarina adota vazio sanitário e data limite de semeadura da soja

Dezessete países são afetados por escândalo dos ovos contaminados

Mais Destaques

Cidade

Núcleo de Marcenarias discute criação de Selo de Qualidade

Política

Eunício afirma que salário mínimo terá pelo menos a correção da inflação

Esporte

Sadia participa de Brasileiro Juvenil e Pré-Infantil de GR

"O número de acidentes no trânsito de Toledo cresceu 28,5%, no comparativo entre janeiro deste ano e o mesmo período do ano passado, de acordo com dados pela PM (ver gráficos). Toledo está na contra-mão do estado que, reduziu em 23% os números nos mes"
(Redação)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)