Cidade

Acit participa de reunião do comitê jurídico nacional da CACB

| 09/08/2017 - 20:50

Acit participa de reunião do comitê jurídico nacional da CACB

A Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit) foi convidada a compor o Comitê Jurídico Nacional da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) e participou da primeira reunião de 2017, que reuniu juristas de todo país, na segunda-feira (7), em Brasília.
Questões tributárias, reformas trabalhista e fiscal, compliance e mediação foram assuntos amplamente debatidos no encontro, com a proposta de compartilhar informações que apontem os melhores caminhos a percorrer e fortalecer os trabalhos da entidade e suas filiadas.
O assessor jurídico da Acit, Ruy Fonsatti Junior, representou a entidade e destaca que o encontro foi muito produtivo. Entre os temas abordados está a iniciativa de levar até aos pequenos empresários os princípios da Lei Anticorrupção, visando a implantação de normas de compliance nestas empresas de forma simples e eficiente.
Outro tema amplamente debatido foi a reforma tributária. Segundo Fonsatti, a legislação nacional se mostra altamente complexa, traz consigo uma alta carga tributária, colocando em risco a sobrevivência das empresas e, por consequência, dos empregos. “O que o país precisa é uma legislação que incentive a produção, reduza a bitributação e possibilite a simplificação de procedimentos. O debate foi amplo nesse sentido, sendo que o Comitê irá propor as mudanças que caminhem nesse sentido”, comenta.
Conforme Fonsatti, durante o encontro o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Marco Aurélio Buzzi, levou informações sobre a necessidade de implantação da mediação visando resolver as demandas da sociedade. Hoje, no Brasil são mais de 105 milhões de ações tramitando, sendo “ muito peso para a justiça de qualquer país do mundo resolver todos os conflitos”, disse o ministro.
Diante disso, a implantação de câmaras de mediações é providência urgente na sociedade, de forma que pequenos conflitos sejam resolvidos mais rápido e amigável, ajudando a diminuir a demanda litigiosa do Brasil. “Nesse sentido, vemos que a Acit, como sempre, está na vanguarda dos grandes temas, haja vista que desde 2003 tem sua Arbitrat funcionando e ajudando a solucionar conflitos via mediação”, ressalta Fonsatti.
De acordo com o assessor jurídico da Acit, foram criados dois grupos de trabalho para atuarem nas discussões referentes à tributação nas Associações Comerciais (ACEs) e à Reforma Tributária, em tramitação no Congresso Nacional. “Uma nova reunião foi marcada para 18 de outubro, em Foz do Iguaçu, onde serão apresentadas as propostas geradas nos grupos, durante a programação do 4º Fórum Nacional CACB. Teremos muito trabalho pela frente”, frisa.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cidade'

Acit recebe visita de comitiva da Unioeste

Cota única da parcela do IPTU deve ser paga até dia 12 de março

Nova coordenadora assume Núcleo Multissetorial da Mulher Empresária

Certi Pioneiro retorna com atividades nesta sexta-feira

CNMP apresenta proposta para ocupantes de cargo em comissão no MP

Núcleo de Gastronomia se prepara para renovar selo de qualidade

Paraná altera base de cálculo do ICMS de medicamentos

Saúde realiza audiência pública quadrimestral para prestação de contas

Convênio oferta atividades em contraturno escolar na rede municipal

Inscrições para vagas de curso sobre Inovação encerram dia 11/03/18

Mais Destaques
"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)