Cultura

Autor de “O Pequeno Príncipe” é lembrado no Brasil

| 28/06/2017 - 21:50

Autor de “O Pequeno Príncipe” é lembrado no Brasil

Nascido em 29 de junho de 1900 o escritor francês Antoine de Saint-Exupéry é o responsável pelo livro “O Pequeno Príncipe”, obra que já se tornou um clássico da literatura mundial. Como hoje é o dia de seu aniversário, vamos prestar nossa homenagem a Saint-Exupéry, que além de escrever, também ilustrou esse que é o terceiro livro mais vendido no mundo e que teve mais de 500 edições.
Além de escritor e ilustrador, Antoine também era aviador e a experiência de seus vôos está retratada no livro, que conta a história de um jovem príncipe que, originário de outro planeta, iniciou uma viagem em busca de amigos e veio parar na Terra. Trata-se de um conto de solidão, amizade e amor, narrado por um aviador que descobre um menino que habita um asteróide. Enquanto houve as histórias contadas pelo menino, o aviador é despertado para coisas simples da vida, que muitas vezes são esquecidas pelos adultos, como contemplar as estrelas, apreciar o perfume e a beleza de uma flor e admirar o pôr do sol.
Uma das curiosidades da obra é a narrativa do aviador que diz ter ficado preso no deserto após seu avião ter caído. Essa passagem foi inspirada em um acidente sofrido pelo autor, que após passar 19 horas e 44 minutos voando, caiu com o avião no deserto do Saara.
O Pequeno Príncipe foi escrito em 1943, em plena Segunda Guerra Mundial, enquanto o autor combatia as tropas nazistas junto às Forças Francesas, em um esquadrão do Mediterrâneo. Em agosto de 1944 o avião que pilotava foi abatido. Seu corpo nunca foi encontrado, mas os destroços do avião foram localizados em 2004.
Antoine de Saint-Exupéry publicou artigos em alguns jornais e revistas da França e de outros países. Apesar de escrever sobre vários temas, a aviação e os combates aéreos estiveram presentes em boa parte de sua obra. “O Pequeno Príncipe” é seu livro mais famoso, mas ele também é autor de “O Aviador”, “Correio do Sul”, “Vôo Noturno”, “Terra dos Homens”, “Piloto de Guerra” e “Cidadela”.
No Brasil
Com sua paixão pela aviação, o autor de “O Pequeno Príncipe” atravessou o Oceano Atlântico e pousou algumas vezes no Brasil. Antes da fama literária, Saint-Exupéry foi piloto da Latécoère, companhia que deu origem à atual Air France, e na década de 1930 ele foi um dos pioneiros da aviação. Nessa época ele esteve em Florianópolis e fez escalas na praia do Campeche. O velho aeroporto não existe mais, porém a prefeitura da capital catarinense tombou o local onde havia o campo de aviação para construir um parque temático em homenagem ao escritor.
A preservação da memória da aviação francesa também ocorre em Petrópolis, cidade do Rio de Janeiro que também recebeu a ilustre visita do escritor. O sítio em que ele esteve pertencia a um de seus amigos franceses e foi, anos depois, adquirido pelo atual proprietário que o transformou em museu.
De sua passagem por terras brasileiras, vale ressaltar uma de suas inspiradoras frases, que diz “Aqueles que passam por nós não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.”
Fernando Baldi Braga
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cultura'

AMOP lança projeto cultural para 54 cidades da região

Há 89 anos nascia um dos maiores humoristas latino-americanos

CEJUs ofertam cursos de cultura e de outras áreas

Toledo se prepara para receber “II Ecofeira”

Cooarte promove curso de artesanato na próxima semana

Músico de Toledo lança disco em Nova Iorque

Escritora Hilda Hilst será homenageada na FLIP

“5E” realiza audição para selecionar novos dançarinos

Encontro reunirá fabricantes artesanais de instrumentos musicais

Um herói que se levantou no passado e é lembrado hoje

Mais Destaques

Política

PF cumpre sete mandados de prisão na 48ª fase Lava Jato; sede do governo do Paraná é alvo de busca

"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)