Cidade

Pai vai armado em colégio para “tirar satisfação”

| 18/05/2017 - 20:10

Por volta de 12h30min, desta quarta-feira, uma equipe policial, recebeu a denúncia que na Rua Henrique Bombardelli, um cidadão de posse de uma arma de fogo havia ameaçado um indivíduo que teria agredido seu filho, e se evadiu do local em um Astra, bordo, sendo que foi realizado patrulhamento e localizado o referido veículo na Rua Pedro Alvares Cabral, conduzido pelo Sr. J. F. P. E, que confessou que foi até o colégio do Jd. Concórdia para “tirar satisfação” com um indivíduo que havia agredido o seu filho. Junto com o Sr. J. F., estava a sua esposa Sra. M. D. G, que em buscas na bolsa foi localizado duas capsulas deflagradas de calibre 765 a qual pode ser utilizada tanto em pistolas calibre 765 como também em revolver calibre 32. Diante da situação, foi solicitado apoio de outra equipe a qual deslocou-se até o endereço localizado na Rua Oleita Rosa Maneghine Donassolo, onde em contato com F. J. E., filho de J. F. foi pedido a respeito da arma o qual de pronto indicou que havia escondido a arma dentro do lixo do banheiro da casa dos fundos, realizado a busca no local indicado foi localizado um revolver marca Taurus calibre 32, com número de série 733714, com capacidade para 06 tiros, municiado com duas capsulas deflagradas e 04 munições intactas sendo uma com a espoleta picotada, Diante dos fatos foi dado voz de prisão a J. F. P. E. e A.M., que foram encaminhado juntamente com a arma de fogo para a 20ª SDP.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cidade'

Um péssimo exemplo de gestão,Toledo realmente precisa de socorro!

MP intervém em projeto que rebaixa cargos e salários da EMDUR

Educadores têm até o dia 28 para se inscrever

Horário de verão termina neste fim de semana

Justiça libera área interditada do colégio Estadual Dario Velozzo

Cojem realiza integração de novos conselheiros

Voltam as aulas na rede municipal em Toledo

Emprego no Paraná tem melhor resultado em três anos

Violência é tema central da Campanha da Fraternidade de 2018

Doação de órgãos cresce e bate novos recordes no Paraná

Mais Destaques
"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)