Artigos

As operações imobiliárias e a informação na Declaração do Imposto de Renda

| 20/04/2017 - 22:20

Por Ana Paiva e Letícia Nunes
O período de entrega da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física - DIRPF iniciou no dia 1º de março de 2017 e, geralmente, é nesta época que os contribuintes começam a organizar a sua documentação e observar todas as operações realizadas no ano anterior.
Muitas vezes, é somente neste período que os contadores e consultores destes contribuintes tomam conhecimento das operações imobiliárias que os mesmos tenham realizado. Estando inclusive, em muitos dos casos, com as obrigações tributárias atrasadas.
O que ocorre é que a compra e venda de bens e direitos, inclusive as propriedades rurais, se submetem à apuração de Ganho de Capital. Assim, sempre que uma operação de venda for realizada por um valor superior ao pago no momento da sua aquisição, será necessário apurar este imposto.
O Ganho de Capital, embora seja uma modalidade de Imposto de Renda, diferentemente dos demais rendimentos percebidos, não é apurado juntamente na Declaração de Ajuste Anual, mas sim através de tributação exclusiva, apurada em um programa específico e de forma individual, o que não adiciona e nem reduz a base de cálculo para a DIRPF.
O cálculo do imposto sobre o Ganho de Capital é feito por meio de um programa auxiliar, denominado GCAP - Ganhos de Capital, que pode ser baixado através do site da Receita Federal. Nele são inseridas as informações sobre o negócio, apurado o imposto e gerado um arquivo que posteriormente será importado para a Declaração de Ajuste Anual.
O prazo de recolhimento do imposto sobre o Ganho de Capital também não se dá juntamente com a DIRPF, pois tem vencimento no último dia útil do mês subsequente ao recebimento da venda do bem ou direito. Caso a venda seja feita a prazo, a apuração do imposto também será parcelada e proporcional ao valor de cada recebimento.
Desta maneira, deverá constar na Declaração de Ajuste Anual que será entregue até o dia 28 de abril de 2017, além da baixa do bem da relação de bens e direitos do contribuinte, o relatório específico que contém as informações das operações realizadas.
A informação deverá ser prestada pelos contribuintes, pois a Receita Federal necessita cruzar as mesmas com os dados que já foram enviados a ela através da entrega da DOI (Declaração sobre Operações Imobiliárias), que é feita pelos tabelionatos de notas e cartórios de registros de imóveis para registrar a negociação.
Assim, independentemente do valor da operação, é importante e necessário que essas informações sejam repassadas pelos contribuintes a fim de facilitar o cruzamento de dados e evitar a abertura de procedimentos fiscais para averiguar as negociações.
Mesmo quando não é gerado imposto, por a venda estar enquadrada em uma situação de isenção ou imunidade, a parcela recebida irá somar a outros rendimentos na declaração de Imposto de Renda. Esses valores somam-se às origens de caixa dos contribuintes, justificando novamente a importância da importação do relatório de apuração do Ganho de Capital na Declaração de Ajuste Anual.
Caso o contribuinte tenha deixado de recolher este imposto no momento certo, seja por falta de assessoria ou desconhecimento das regras, pode aproveitar esta oportunidade para regularizar a situação e, portanto, evitar problemas futuros com a Receita Federal.
Diante do todo exposto, a Safras & Cifras salienta da importância de um planejamento tributário prévio, para que essas operações sejam acompanhadas, de preferência, antes da realização do negócio, propiciando assim a estruturação tributária da operação, o pagamento dos impostos no momento certo, sem multas e correções, bem como, a tranquilidade de estar com as obrigações com o fisco em dia.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Artigos'

“Ó Senhor, vós sois bom e clemente, sois perdão para quem vos invoca” (Sl 85)

Sob Lula, os pobres e negros tiveram um lampejo de esperança, desfeita pelo golpe e pelo próprio PT

Podem as urnas absolver Lula?

O cuidado com usuários de álcool e outras drogas

A morte de Deus e o retorno da moral

Unificação de dados: prevenção de doenças e redução de custos

Brasil, o país em que os juízes tomaram o poder

Martinho Lutero e a Theotókos: Mãe de Deus

Da Carne Fraca ao contrabando legislativo

Jesus, semente de vida eterna, veio habitar entre nós

Mais Destaques

Geral

Humanidade já gerou 8,3 bilhões de toneladas de plástico

Cultura

Maior Caminhada na Natureza do Brasil tem 4,8 mil participantes

Política

Gasolina pode subir até 0,41 centavos por litro

Gente X Poder

Toledo atinge 95% do limite prudencial

Economia

Prévia indica deflação de 0,18%, a menor taxa em quase 20 anos

Cidade

Mulheres empresárias e executivas fazem visita técnica

Moda

Thais Pontes

AgroGazeta

Veterinários recebem treinamento sobre alimentação de bovinos

"O número de acidentes no trânsito de Toledo cresceu 28,5%, no comparativo entre janeiro deste ano e o mesmo período do ano passado, de acordo com dados pela PM (ver gráficos). Toledo está na contra-mão do estado que, reduziu em 23% os números nos mes"
(Redação)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)