Artigos

Já estaria à poderosa Acit desesperançada com Lucio e tita?

| 24/02/2017 - 00:01

Esta é a pergunta que surgiu no meio político em razão de uma matéria recentemente publicada na coluna Gente e Poder do Jornal Gazeta de Toledo, onde consta que o Vereador Walmor Lody, ex. presidente da entidade da ACIT teria procurado lideres da entidade para ouvir a opinião deles sobre a sua aceitação ou não do cargo de Secretário da Fazenda da prefeitura de Toledo. Função esta exercida com maestria na última gestão, por Neuroci Frizo que junto com sua equipe, mesmo numa crise nacional jamais vista, fez com que as receitas do Município aumentasse em mais de 60% nos últimos 4 anos. Muito mais do que nos anos administrados pelo PP quando o nosso país vivia um crescimento extraordinário. A sugestão dos lideres empresariais segundo esta no jornal foi pela continuidade na função de vereador, o que não deve ter agradado em nada os homens fortes do PP, leia-se Sperafico e Schiavinato, que assim não puderam encaixar como vereador seu fiel escudeiro Luiz Fritzen, derrotado nas ultimas eleições, quem sabe justamente pela sua lealdade quase cega ao grupo. Quem sabe não foi uma forma indireta de algumas lideranças darem o devido “troco” aos deputados pela responsabilidade da indicação dos atuais gestores, que desde o início do mandato vem demonstrando estarem muito distante do minimamente esperado para um município tão importante como o nosso. As sucessivas “trapalhadas” e erros, muitos infantis até, do prefeito e seu vice tem colocado o município na mídia regional, e até estadual de forma negativa, o que não é bom pra ninguém, principalmente para quem tem negócios ou pretende investir no município. Por outro lado esta possível orientação das lideranças empresariais possa ser uma espécie de alerta ao vereador, que politicamente poderia perder muito, devido a inaptidão dos gestores para a função, demonstrada em tão pouco tempo. Convenhamos que, a própria decisão do vereador de consultar é sinal da insegurança existente dele (vereador) e porque não da própria tripulação, que pode estar sinalizando pela manutenção de uma certa preocupação em relação a embarcação que ameaça afundar logo no início da viagem. Tudo isso não é novidade pra ninguém em Toledo. Pois já existia antes da eleição por parte de muita gente, certa desconfiança em relação à capacidade administrativa dos atuais gestores, de conduzir minimamente bem, os rumos da nona economia do Paraná. Pelas circunstâncias eleitorais, isso não foi o suficiente para impedir a vitoria da dupla, que tiveram como suporte eleitoral importante, o fato de terem apoio de dois deputados e do governo do Estado, além das já tradicionais promessas eleitoreiras, que acabaram convencendo o eleitorado, mas com soluções difíceis em razão das limitações legais e financeiras. E para complicar, os apoios tão propalados na eleição, até agora não trouxeram nada de novo, o que tem aumentado a desconfiança. Tudo isso é muito triste pra todos nós toledanos e toledanas. Pois, queremos o melhor para esta terra. Além de fiscalizar e torcer para que as coisas melhorem nos cabe como cidadãos, apelarmos aos nobres gestores para que trabalhem mais e reclamem menos. Até porque o povo é esperto e não acredita mais em “chororô”, típico de “gente pequena”, que estão usando para tentar desesperadamente justificar a sucessão de erros, a apatia e a falta de planejamento e apontamento rumo a o futuro. Toledo não pode parar, e muitos menos retroceder! Valtair Caetano Apolinário
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Artigos'

Quando arde o nosso coração

Lave-se

Qual a importância das coisas?

O novo Brasil que surgirá dos escombros

Um Macron para o Brasil?

O caráter transformador da educação

Fim do imposto sindical: faxina em sindicatos de fachada ou negociações fragilizadas?

“De onde saiu o dinheiro?”

As operações imobiliárias e a informação na Declaração do Imposto de Renda

Eles viram o túmulo vazio e acreditaram

Mais Destaques
"“Queria ajudar os outros e aí pesquisei sobre isso, encontrei um dos países mais pobres do mundo - “O maior ensinamento é estar presente e ver a felicidade de espírito das pessoas sem terem nada. Lá o futuro é instável, a felicidade é no presente”. "
(Jonas Kazmirczak)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)