Entrevistas para a História

Com experiência de Executivo, Schiavinato assume Legislativo nesta quinta-feira

| 31/12/2014 - 00:01

Com experiência de Executivo, Schiavinato assume Legislativo nesta quinta-feira

José Carlos Schiavinato, prefeito de Toledo em duas gestões e eleito recentemente deputado estadual com a maior votação já alcançada na história por um candidato de Toledo com 61.507 votos e destes 39.563 apenas em nosso município, fala de seus projetos, sua história de vida pública e de muitos temas relevantes. Como 14º deputado mais votado do Paraná e prometendo muito trabalho em prol dos municípios, Schiavinato assume oficialmente o cargo nesta quinta-feira, 1º de janeiro. Confira:
P: Certa feita, quando o senhor era prefeito de Toledo, recebeu elogios do Senador Osmar Dias e do Governador Roberto Requião como um dos melhores prefeitos do Paraná. Qual a satisfação da pessoa “José Carlos” em receber considerações valorosas de pessoas representativas do cenário político nacional?
Schiavinato: - Eu comecei na vida pública desde que cheguei a Toledo, passando por diversos cargos até chegar ao posto de Prefeito do Município. Eu conheci o Osmar Dias quando ele ainda era Secretário de Estado e o Requião não foi diferente, pois quando ele foi Secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano, era eu quem desenvolvia e encaminhava os projetos da prefeitura local. O Prefeito era o Luiz Alberto de Araújo e eu levava e discutia os projetos com o Requião, que era um entendido, visto ter feito cursos especializados na França. Então, tanto Osmar Dias quanto Requião tem conhecimento do nosso trabalho, e sabem das decisões técnicas e das conciliações técnicas com as políticas. Eu fico muito lisonjeado em receber elogios deles, e a gente sabe que isso é fruto de trabalho, mas não só do Schiavinato, é de um grupo de pessoas que está nos auxiliando na administração direta, e esse reconhecimento é muito importante porque ele representa uma vida, eu podia ser um grande e rico empresário da construção civil, abri mão da fortuna para estar na administração pública e ser útil para as pessoas. Ficará marcado na história da minha vida, pelo trabalho feito e os elogios terem vindo de pessoas que conhecem do assunto e tem prestígio público para fazer tais comentários.
P: Em sua trajetória política, qual foi sua grande decepção, ou se houve essa decepção?
Schiavinato: - Eu diria que na vida política, assim, não tive decepção, porque fui candidato a prefeito mesmo não sendo conhecido na cidade, embora estando há três anos aqui, e com a ajuda de meus companheiros consegui me eleger prefeito. No segundo mandato já foi diferente, pois as pessoas avaliaram o trabalho feito pelo Schiavinato e o Lúcio, e eu não posso dizer que tivesse decepção porque sempre que coloquei meu nome à disposição, fui escolhido. Consegui sempre os votos necessários. E eu tenho um belo exemplo do meu pai, que também já tinha sido prefeito, e fazendo alguns comparativos da época dele e de hoje, vejo que a administração pública só tem melhorado. E um detalhe importante nisso tudo: você sendo correto, os outros podem até não entender no momento, mas depois de ver e pensar naquilo que está sendo feito, sendo correta a sua atitude, vem o reconhecimento.
P: E quanto a sua posição política?
Schiavinato: - Eu não estive sempre no lado dos vencedores da administração pública. Eu sempre estive auxiliando o sistema e sempre fui fiel ao sistema, durante todo este tempo, o que me condicionou a ser prefeito municipal e agora deputado estadual.
P: É muito difícil conciliar todos os anseios e as vontades das pessoas num processo político administrativo?
Schiavinato: - Você tem que administrar pelo coletivo. Você administrando pelo coletivo, analisando as relações custo/benefício das ações, a facilidade do acerto é muito grande. Esta é a dinâmica que temos que ter em administração pública, analisar custos benefícios voltados para o coletivo. A partir do momento que você faz dessa maneira, eliminando aquele apadrinhamento dentro do sistema, você pode perder alguns amigos, mas você ganha confiança da comunidade.
P: Para o ano de 2015, pergunto: qual a sua projeção para o futuro, quais as perspectivas e o que devemos esperar da administração pública em todas as esferas?
Schiavinato: Nós brasileiros que já convivemos com uma inflação de 70% ao mês, e eu como funcionário público pude presenciar dentro da prefeitura quando se atrasava o pagamento dos funcionários por 5 dias, conseguíamos pagar o total da folha de pagamento com a aplicação desse dinheiro no mercado financeiro nesses míseros 5 dias, então a gente via a fila da gasolina, do supermercado, os pacotes do governo tentando mudar a situação, enfim, os brasileiros se mantiveram firmes e fiéis aos seus propósitos, e principalmente os governantes que conseguiram governar nessas circunstâncias. Veja o exemplo atual e de alguns anos atrás com a bolha imobiliária, em que a crise mundial bateu à nossa porta e nós tiramos de letra. Eu vejo que houve uma maturidade muito grande do sistema público e nós conseguimos passar por essa crise com mais tranqüilidade. Então eu vejo que temos muito que produzir ainda em face do que se apresenta no Brasil, na empregabilidade, eu vejo um ano de 2015 muito propenso a ter um crescimento acentuado. Aqui em Toledo as coisas tem sido fáceis porque temos uma cidade muito organizada onde são raros os momentos de dificuldade onde a administração pública conseguiu dosar e equacionar os gastos em detrimento de sua receita, conseguindo o município passar por esses momentos sem muitas dificuldades. Acredito num ótimo ano para o município de Toledo e acredito que o Beto vai conseguir fazer uma boa administração.
P: Sobre a eleição para deputado, o que significou para o senhor tamanha votação. O que o condicionou como o candidato com a maior votação da história de Toledo?
Schiavinato: - Meritocracia. Eu me preparei para isso, nunca deixei de atender ao clamor do público, mas também nunca deixei de lado a questão política. Acredito que fiz por merecer, pelo contexto da obra, pela biografia em que as pessoas realmente entenderam minha forma de atuar e administrar o município quando prefeito. Recebi votos em diversos municípios do Estado, isto reflete o grau de conhecimento e de transparência daquilo que foi feito. Acho que posso fazer muito ainda agora como deputado estadual, pois me preparei para isso na minha vida.
P: Quando o deputado assumir o seu posto, quais serão as suas premissas básicas?
Schiavinato: Vou ser um deputado extremamente municipalista, que é o fundamento de um bom mandatário do cargo. Como passei boa parte da minha vida no trabalho público, sei das dificuldades encontradas pelos administradores e com minha experiência, tenho certeza, vou poder auxiliá-los e muito nos seus mandatos. Também defenderei com unhas e dentes a questão da terra, da agropecuária, do agronegócio, que julgo ser da maior importância para um país proteger àqueles que produzem os nossos alimentos.
P: Como o senhor pretende trabalhar na questão específica do nosso município, Toledo, onde é sabido que o prefeito é das fileiras do PMDB, como o deputado lidará com a situação?
Schiavinato: Com a maior tranquilidade possível, pois o entendimento já está acontecendo, quero que o Beto faça muito pelo nosso município, eu estarei sempre à disposição para ajudá-lo no que for possível, eu não sou simplesmente um deputado do Partido Progressista, eu sou sim um candidato escolhido pela população de Toledo e vou ter que responder a ela com muito empenho e trabalho.
P: Que mensagem o senhor deixaria para os munícipes de Toledo nesta oportunidade?
Schiavinato: Primeiramente pedir a todos que confiem em meu trabalho, já dei mostras da minha capacidade, quero fazer muito mais por Toledo.Quero ser o elo de ligação do prefeito com o governador, enfim, fazer aquilo a que me foi confiado, o mandato de deputado estadual, fato que muito me honra. Também desejar a todos os munícipes um Feliz Ano Novo com muita saúde, muito sucesso e paz para todos, que levem sempre Deus em vossos corações!
Galeria de fotos
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Entrevistas para a História'

Com experiência de Executivo, Schiavinato assume Legislativo nesta quinta-feira

Ildo Bombardelli: Uma vida dedicada à educação

Ailor Dalla Costa

Pitágoras da Silva Barros: De líder estudantil e vereador e servo de Deus

Vítor Beal

Duílio Genari: De motorista de caminhão a deputado estadual. Uma vida inteira na política

Orlando dos Santos: Fiel escudeiro da empresa Maripá

Lamartine Braga Cortes: O vice-prefeito e dentista do Oeste

Niulton Pegoraro: Paixão pelo esporte

Egon Pudell: Um fã de JK, desbravando o Oeste

Mais Destaques
"Poder-É a capacidade de arbitrariamente, agir e mandar, exercer a autoridade, a soberania, o império dos grupos que se formam visando o poder, o monopólio. Quanto maior a dependência de A em relação a B, maior o poder de B em relação A. Desconhecido"
(Desconhecido)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)