Entrevistas para a História

Niulton Pegoraro: Paixão pelo esporte

| 06/12/2014 - 00:01

Niulton Pegoraro: Paixão pelo esporte

Considerado polêmico por natureza e tachado por vezes até mesmo de chato por não medir muito as palavras quando se julga na sua razão, especialmente quando na defesa dos interesses da Associação Cultural e Esportiva Ouro e Prata, da qual foi fundador e seu primeiro e único presidente. Pegoraro é um desses cidadãos que deixam marcas de realizações na sociedade. Graças às suas iniciativas, pessoas que há muito tempo haviam pendurado as chuteiras, muitos deles sexagenários, resgataram o hábito saudável de praticar o esporte que é a paixão dos brasileiros.
Aposentado e com a reputação de um dos melhores profissionais que já labutou na construção civil de Toledo, atualmente ele divide o seu tempo entre os afazeres da sua chácara e uma das suas grandes paixões que é exatamente a entidade que dirige. A entrevista foi concedida em agosto de 2009.
p – Como é esse trabalho que você realiza de coordenar as atividades da Associação Ouro e Prata?
Pegoraro – Já são dez anos fazendo isso, coletando fotos, pedindo fotos originais, às vezes pequenas que mando ampliar e fazer quadros e buscando patrocínio para os quadros para depois expô-las na Galeria Cultural. Também requer muito esforço descobrir o nome das pessoas que aparecem nas fotos. A fase mais complicada é a busca de patrocínio para os quadros, que não custam tão barato assim, com nosso acervo chegando perto de 250 quadros que buscam resgatar um pouco da história do esporte do nosso município. É um grande passatempo.
P – Neste mês, a Ouro e Prata promoveu uma exposição de fotos do atleta toledano que maior projeção alcançou, Ademir Kaefer. Como está sendo o evento?
Pegoraro - O Ademir Kaefer é a mais rica história que nós temos aqui de Toledo, pois jogou no Toledo, no Cruzeiro, no Internacional, na Seleção Brasileira, no Racing da Argentina e eu estou contente por ter tido a ideia, apesar de não ter tantos recursos, mas a vontade de preservar a memória do esporte é grande. Tivemos a visita de muitas pessoas que vieram conhecer um pouco da carreira do nosso grande jogador.
P – Você tem obtido respaldo para levar adiante os seus propósitos?
Pegoraro - Tenho sim, e muito. Desde o empresariado até a imprensa que sempre tem destacado e divulgado nosso trabalho, aquilo que nós estamos fazendo, não só nos jogos de futebol. As pessoas estão entendendo o nosso propósito, que não é só meu, é de muitas pessoas que gostam do esporte, e que me anima a cada vez mais fazer este trabalho.
P – A prefeitura tem ajudado nessa empreitada?
Pegoraro - Tem si, inclusive o prefeito esteve aqui nos fazendo uma visita, vendo os quadros do Ademir expostos e gostou muito. Nesses cinco anos de projeto esteve sempre ao nosso lado e menos de um ano atrás inaugurou a Galeria Esportiva e Cultural de Toledo, que hoje abriga o acervo da Ouro e Prata. Ele e a administração municipal estão colocando aqui o que precisa, mesas, cadeiras, deixando o ambiente pronto não só para a exposição das fotos, mas também para a realização de outros eventos de cultura, como lançamento de livros, reunião do Clube da Poesia e outros, pois até um mini-auditório temos na Galeria.
P – Nessa sua luta incansável em prol da Associação, houve alguma decepção com alguém ou com algo?
Pegoraro - Eu confesso que sou muito franco, o que tenho que falar eu falo e não penso muito, chega ser um empecilho, então no começo eu notei uma falta de vontade de muitas pessoas, de alguns funcionários públicos, mas hoje eu estou muito contente, são águas passadas porque nós conseguimos sair do zero e hoje temos um belo local, um ótimo campo de futebol, temos 52 empresas que patrocinam a Ouro e Prata, que investiram até agora mais de R$ 20 mil na construção da sede. Agora, com a promessa da administração municipal para a conclusão da obra eu fico muito feliz, realizado, e confesso que não guardo mágoas, só alegrias.
P – Quais os objetivos futuros da Associação?
Pegoraro - O objetivo maior é inaugurarmos nossa sede, se possível no mês de maio, quando a Associação estará completando 10 anos de existência, inclusive vamos fazer um jantar dançante com comida italiana, com uma ótima animação musical já definida, Lú e Vilson, que são nossos vizinhos aqui da frente da nossa sede. Será uma noitada especial.
P – Há outra agenda especial programada?
Pegoraro - Segundo informações do vereador Eudes Dallagnol, que é nosso vice-presidente, está sendo tentado trazer uma grande equipe de veteranos do Brasil para a Ouro e Prata fazer a inauguração e marcar de maneira intensa essa data comemorativa.
P – Você tem sido um abnegado. Como conciliar sua vida pessoal com a de presidente da Associação Ouro e Prata?
Pegoraro - Esta é uma boa pergunta por que muitas vezes eu me questiono: por que tenho corrido tanto atrás das coisas da associação em detrimento da minha vida pessoal? É por satisfação, é por gostar do esporte. Precisaria que tivesse mais pessoas dispostas a executar o trabalho porque na maioria das vezes deixo minha esposa sozinha, com os afazeres da chácara, e isso acaba me desgastando muitas vezes, deixando de fazer coisas importantes lá, até as “brigas” acontecem por causa da associação. Mas vendo a Galeria funcionar, a sede em construção, e a associação em plena atividade, compensa qualquer coisa.
P – Daqui uns 50 anos é provável que não mais estaremos aqui. Ficará a obra. Qual sua mensagem para os jovens de hoje, para aqueles que gostam do esporte?
Pegoraro - O esporte te deixa bem fisicamente, com mais saúde e o jovem de hoje gosta muito de balada. Praticando esporte, certamente vai ter mais energia para aproveitar melhor sua noite. Lembro-me do tempo da Sadia que tinha uma frase afixada no mural que dizia mais ou menos assim: “Se o teu corpo estiver são, a tua mente também vai estar boa.” Acredite em vossos sonhos como eu acredito nos meus.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Entrevistas para a História'

Com experiência de Executivo, Schiavinato assume Legislativo nesta quinta-feira

Ildo Bombardelli: Uma vida dedicada à educação

Ailor Dalla Costa

Pitágoras da Silva Barros: De líder estudantil e vereador e servo de Deus

Vítor Beal

Duílio Genari: De motorista de caminhão a deputado estadual. Uma vida inteira na política

Orlando dos Santos: Fiel escudeiro da empresa Maripá

Lamartine Braga Cortes: O vice-prefeito e dentista do Oeste

Niulton Pegoraro: Paixão pelo esporte

Egon Pudell: Um fã de JK, desbravando o Oeste

Mais Destaques
"Poder-É a capacidade de arbitrariamente, agir e mandar, exercer a autoridade, a soberania, o império dos grupos que se formam visando o poder, o monopólio. Quanto maior a dependência de A em relação a B, maior o poder de B em relação A. Desconhecido"
(Desconhecido)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)